Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo de Sousa: “Há condições para que o PS avance e forme Governo”

O secretário-geral do PCP considera que António Costa tem as condições necessárias para tomar posse e formar um Governo para a legislatura. E deu a entender que Cavaco Silva não pediu mais garantias aos comunistas.

Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 20 de Novembro de 2015 às 16:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

Está na hora de Cavaco Silva dar posse ao PS. Foi isso que Jerónimo Sousa transmitiu ao início desta tarde ao Presidente da República, numa audiência em Belém. O líder comunista sustenta que existe a "necessidade de um Governo do PS tomar posse, apresentar o seu programa e entrar em funções na perspectiva de uma solução duradoura, uma perspectiva de legislatura". As condições para esse Governo estão criadas, garante.

 

"Tendo em conta a vontade da maioria dos deputados na Assembleia da República que corresponde" às escolhas do povo, "existem condições diferentes para que o PS avance, forme Governo e entre em funções", afiançou Jerónimo de Sousa.

 

Confrontado pelos jornalistas com as críticas que Paulo Portas lançou à fragilidade dos acordos de esquerda, Jerónimo preferiu atacar a solução da direita. "O que não é credível é aquilo que aconteceu: um Governo que tomou posse e se apresentou na Assembleia da República com um programa que, porque não oferecia condições de governabilidade, estabilidade e durabilidade, foi chumbado". Para o líder do PCP, "esse é que é o facto relevante".

 

Questionado sobre se o Presidente exigiu mais garantias dos comunistas de apoio a um Governo do PS, Jerónimo de Sousa deu a entender que não. "Quase seria tentado a dizer que não", começou por dizer, aconselhando depois os jornalistas a perguntarem isso a Cavaco Silva, devido aos "compromissos formais que existem" que impedem os partidos de revelar o que foi discutido no encontro.

 

Durante a manhã foram ouvidos o PSD, o PS, o Bloco de Esquerda e o CDS. Até ao final da tarde desta sexta-feira, Cavaco Silva vai ainda ouvir Os Verdes e o partido Pessoas-Animais-Natureza.

Ver comentários
Saber mais Jerónimo de Sousa PCP Cavaco Silva Presidência da República Governo Belém António Costa
Outras Notícias