Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receita electrónica alargada à ADSE a partir de Junho

Os utentes da saúde beneficiários da ADSE vão passar também a ter receitas electrónicas a partir de 1 de Junho, determina uma portaria publicada esta sexta-feira, 13 de Maio, em Diário da República.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 13 de Maio de 2016 às 10:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Depois da introdução da prescrição por via desmaterializada electrónica – Receita sem Papel (RSP) – no Serviço Nacional de Saúde (SNS), o Governo alarga agora esta medida a outros utentes, nomeadamente aos abrangidos pelo subsistema da ADSE, dos trabalhadores em funções públicas. De acordo com uma portaria publicada esta sexta-feira, 13 de Maio, em Diário da República, para estes utentes a obrigatoriedade de receita electrónica desmaterializada "deverá produzir efeitos a 1 de Junho de 2016, para prescritores cuja vigência das convenções se inicie nessa data ou em data posterior, ou em 1 de Julho de 2016, nos demais casos", indica o diploma.

 

A desmaterialização das receitas médicas traz vantagens nomeadamente "em termos de autenticidade, segurança, fiabilidade e contributo eficaz para o combate à fraude", sublinha a portaria, assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

 

A obrigatoriedade da prescrição exclusiva através de receita electrónica começou a 1 de Abril nos centros de saúde.  A introdução tem vindo a ser progressiva e deverá atingir os 80% até ao final de Junho. Trata-se de um dos principais objectivos de modernização do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e tem como principal objectivo a transparência e a simplificação de processos. 

(notícia em actualização)

Ver comentários
Saber mais Serviço Nacional de Saúde SNS ADSE secretário de Estado da Saúde Manuel Delgado saúde receita electrónica
Outras Notícias