Automóvel Ações da Tesla disparam 20% após lucro surpresa  

Ações da Tesla disparam 20% após lucro surpresa  

O corte de custos e a venda recorde de veículos atirou a Tesla de volta aos lucros. As receitas caíram pela primeira vez desde 2012, mas os investidores gostaram nos números.
Ações da Tesla disparam 20% após lucro surpresa   
Elon Musk deu boas notícias aos investidores
Reuters
Nuno Carregueiro 23 de outubro de 2019 às 22:53

A Tesla regressou aos lucros no terceiro trimestre de forma inesperada, o que ofuscou a primeira queda nas receitas desde 2012 e atirou as ações para uma valorização de quase 20% no mercado que funciona após o fecho da sessão regular.

 

A companhia liderada por Elon Musk obteve um resultado líquido de 143 milhões de dólares entre julho e setembro, o que compara com 311 milhões de dólares no período homólogo.

 

Apesar da queda de 54%, os números agradaram aos analistas, já que as estimativas apontavam para prejuízos. Os lucros ajustados por ação foram de 1,83 dólares, quando os analistas estimavam um valor de negativo de 24 cêntimos por ação.  

 

Estes lucros surgem depois de dois trimestres em que a fabricante de automóveis elétricos perdeu mais de mil milhões de dólares, pelo que as contas do terceiro trimestre estão a ser muito bem recebidas no mercado.

 

No "after hours" os títulos disparam 19,96% para 305,52 dólares, quase anulando a queda de 23% que as ações acumularam desde o início do ano até ao fecho da sessão de ontem. Na sessão regulara caíram 0,35% para 254,68%.

 

Nas receitas as notícias não são tão favoráveis, pois a Tesla obteve 6,3 mil milhões de dólares e os analistas contavam com 6,8 mil milhões de dólares. De acordo com a Bloomberg, foi o primeiro trimestre desde 2012 que a Tesla sofreu uma queda homóloga nas receitas.

 

Mas os investidores estão a concentrar-se nos lucros, que foram atingido sobretudo à custa de um número recorde de automóveis vendidos.

 

No comunicado com a apresentação de resultados a Tesla anunciou que está "altamente confiante" que vai exceder a meta de entregar 360 mil automóveis este ano.

 

Os lucros surpresa são também resultado das medidas de corte de custos implementadas por Elon Musk. "Os custos operacionais estão no nível mais baixo desde que o Model 3 começou a ser produzido", afirmou a Tesla, acrescentando que a empresa está a gerar "fere cash flow" positivo e que é auto-sificiente em termos de financiamento.

 

Mas as boas notícias que Musk tinha para dar aos investidores não se ficaram por aqui. A Tesla anunciou ainda que está adiantada nos prazos para dois dos principais projetos da companhia: a construção de uma fábrica na China e o início da produção do SUV na unidade na Califórnia.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI