Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas de carros usados aceleram em Portugal. País lidera na Europa

As vendas de automóveis usados em Portugal cresceram 39% em agosto, sendo o mercado da União Europeia com maior subida. Os segmentos de luxo, SUV e desportivos viram as vendas subir mais de 60%.

Pelo segundo mês consecutivo desde que os concessionários reabriram, a 4 de maio, Portugal lidera a subida das vendas de usados na Europa.
Manuel Moreira
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 10 de Setembro de 2020 às 20:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O mercado automóvel de usados em Portugal continua a dar sinais de uma forte recuperação e registou uma subida homóloga nas vendas de 39% em agosto, o maior crescimento entre os países da União Europeia (UE), segundo os dados do Observatório da Indicata, do grupo Autorola.

Desde o início do desconfinamento, a 4 de maio, que o mercado de usados em Portugal tem liderado face aos pares europeus. E apenas em julho foi superado por Espanha e Itália. 

Mas agora, após nova aceleração nas vendas - passando de uma subida homóloga de 25,2% em julho para 39% no mês passado - Portugal volta a liderar a retoma do setor na UE.

Entre os países da UE analisados no documento da Indicata, apenas Itália (33,1%) e Espanha (28,7%) apresentam crescimentos acima de 20% em termos homólogos. Estes dois países, aliás, tinham sido os que superaram Portugal em julho, com subidas de 25,6% e 30,7%, respetivamente.

O forte crescimento nas vendas de usados contrasta com a quebra registada nas vendas de automóveis ligeiros, de passageiros e de mercadorias, em agosto, que cifrou-se em 8,6%.

O Observatório da Indicata mostra ainda que, tal como já havia sucedido em julho, os segmentos em que a procura mais aumentou são os de luxo (com um crescimento homólogo de 66,28%), desportivos (61,36%) e os SUV (61,23%). Mas também o segmento mini apresenta uma forte subida de 59,77%.

Outra tendência que se mantém face a julho é a preferência por veículos com menor idade. As vendas de carros com até três anos de idade aumentaram 58,5% e as de automóveis com 3 a 6 anos subiram 33,1%.

Esta preferência por veículos mais recentes também poderá estar relacionada com a redução dos stocks de carros mais velhos, tipicamente entregues em operações de retoma na compra de um veículo novo. Com as vendas de automóveis novos em crise, a entrada de veículos no mercado de usados ressente-se.

O documento assinala ainda que desde junho que os preços se encontram estabilizados, antecipando, no entanto, uma aceleração dos preços em setembro devido às crescentes restrições dos stocks e a forte procura.
Ver comentários
Saber mais Portugal Itália Espanha UE Observatório da Indicata Autorola Indicata automóveis usados
Mais lidas
Outras Notícias