Banca & Finanças Novo Banco pode pedir mais de 700 milhões ao Fundo de Resolução

Novo Banco pode pedir mais de 700 milhões ao Fundo de Resolução

O Programa de Estabilidade para 2020 previa um pedido ao fundo de resolução de 600 milhões de euros. O Novo Banco prevê ultrapassar este valor para reforçar a sua solidez, de acordo com o Jornal Económico.
Novo Banco pode pedir mais de 700 milhões ao Fundo de Resolução
Ricardo Pereira/Sábado
Negócios 08 de novembro de 2019 às 10:47

O Novo Banco pode estar a caminho de uma nova incursão ao Fundo de Resolução para pedir mais de 700 milhões de euros, um montante superior em 100 milhões de euros face ao que estava previsto no Programa de Estabilidade do Governo para o próximo ano, segundo noticia o Jornal Económico, na edição desta sexta-feira.

O jornal adianta que este processo servirá para responder à necessidade que o banco liderado por António Ramalho terá em reduzir o seu rácio de crédito malparado, ou NPL ("non performing loans").

Em maio deste ano, o banco que resultou da falência do Banco Espírito Santo (BES) no verão de 2014, recebeu uma nova injeção de capital do Fundo de Resolução de 1,149 mil milhões de euros, somando aos 792 milhões que a entidade já tinha injetado no Novo Banco em 2018.

Em agosto, depois da apresentação dos resultados do primeiro semestre, o banco anunciou que ia pedir mais 541 milhões de euros ao Fundo de Resolução para reforçar os rácios de capital, para fazer face ao prejuízo de mais de 400 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano. 

No total, já foram utilizados perto de 2 mil milhões, cerca de metade do montante máximo definido no acordo de venda. Na altura na venda de 75% do Novo Banco à Lone Star foi estabelecido um teto máximo de 3,89 mil milhões de euros que o Fundo de Resolução poderá injetar no banco agora comandado por António Ramalho, por via de um mecanismo de capital contingente.

Hoje, o banco vai reportar novamente resultados referentes aos primeiros nove meses do ano. O Negócios apurou que os números apontam para lucros recorde na atividade recorrente, mas ainda assim insuficientes para compensar as perdas da limpeza do ex-BES. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI