Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Florentino Pérez queria dedicar-se ao Real mas agora recupera todo o poder na ACS

Florentino Pérez recuperou todo o poder na construtora ACS, depois do seu putativo sucessor ter saído da empresa.

Reuters
Negócios 03 de Abril de 2021 às 11:47
  • Partilhar artigo
  • ...
Florentino Pérez queria dedicar-se mais ao Real Madrid. A confissão, lembra o El País, foi feita em 2014 quando tinha 67 anos e revelava a sua ambição para os 70 anos.

Para isso depositou nas mãos de Marcelino Fernández Verdes a ACS. Eis que na quarta-feira, este gestor anunciou a saída da ACS. E Florentino Pérez retomou todo o poder na construtora. E é assim que o El País titula a situação como "Florentino Pérez não tem quem o suceda". O empresário tem hoje 74 anos.

Marcelino Fernández Verdes anunciou na semana passada que renunciava ao cargo de administrador-delegado na ACS, função que desempenhava desde 2017. O comunicado diz que sai por "vontade própria", mas o El País escreve que a saída do gestor, que há 22 anos está no grupo, estará ligada aos elevados prejuízos que resultaram dos investimentos realizados no Média Oriente, através da filial australiana Cimic, da qual Fernández Verdes era presidente. A participação de 45% na BICC Contracting deixou um buraco de mil milhões de euros no balanço do grupo construtor que teve de registar uma provisão de 400 milhões por causa desta posição.

Agora admite-se que o sucessor possa ser José María Castillo, atual administrador-delegado na Cobra, e responsável pela venda desta sociedade à Vinci por 5,2 mil milhões de euros. Mas até que esta venda fique concluída, Castillo não deverá assumir qualquer posição na ACS e assim Florentino Pérez voltará a ser presidente e administrador-delegado do grupo. 






Ver comentários
Saber mais Marcelino Fernández Verdes Florentino Pérez ACS Real Madrid José María Castillo transportes construção
Outras Notícias