Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Luís Filipe Vieira será afastado da SAD do Benfica nos próximos 30 dias

A SAD do clube da Luz comunicou a decisão à CMVM, garantindo ainda que está a cooperar com as autoridades relativamente ao alegado desvio de 2,5 milhões de euros.

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, foi detido na quarta-feira e encontra-se à espera de concluir o interrogatório.
Manuel Araújo
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 14 de Julho de 2021 às 14:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
Luís Filipe Vieira vai deixar de exercer funções na Administração do Sport Lisboa e Benfica dentro de 30 dias, devido às medidas de coação a que foi sujeito, especialmente por não estar autorizado a contactar qualquer outro membro do órgão "encarnado. O cenário só se poderá alterar caso Vieira apresenta a demissão antes deste período ou se as atuais medidas de coação sejam alteradas. 

A decisão foi levada a cabo pelo Conselho Fiscal dos "encarnados" e comunicada nesta quarta-feira à CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários). 

No comunicado pode ler-se que 
"o Conselho Fiscal comunicou ao Conselho de Administração que, perante o teor daquelas medidas de coação, em especial a proibição de contactar com os demais membros do Conselho de Administração, situação que, na verdade, resulta na impossibilidade de exercer funções como membro do órgão de administração, declarará (...) o termo das funções do Sr. Luís Filipe Vieira como membro do Conselho de Administração no prazo de 30 dias", pode ler-se na nota. 

Ainda assim, o mesmo documento salienta que esta medida perde força "se entretanto o Sr. Luís Filipe Vieira deixar de exercer o referido cargo ou a causa de impossibilidade de exercício desse cargo cessar". 

Assim, este é um novo distanciamento que o Benfica traça face a Luís Filipe Vieira, cuja era de 18 anos enquanto líder do clube pode estar a ser ameaçada. Por esta altura, o empresário mantém a sua suspensão de funções na Administração da SAD, uma modalidade que não está prevista nos estatutos do clube. Rui Costa, antigo jogador do clube e vice-presidente, assumiu o lugar de presidente interino do Benfica após a auto-suspensão de Vieira e vai marcar eleições até ao final deste ano.

Esta decisão "é tomada ponderando os interesses da Benfica SAD e a necessidade de transmitir, com clareza e transparência a todos os 'stakeholders' da Benfica SAD, informação acerca da composição e do funcionamento do Conselho de Administração".

Para além da decisão do afastamento de Vieira, o Benfica diz ainda que está a "cooperar com as autoridades competentes" relativamente ao alegado desvio de 2,5 milhões de euros que o líder do clube desde 2003 protagonizou.

"Relativamente ao alegado desvio de 2,5 milhões de euros pelo Sr. Luís Filipe Vieira da Benfica SAD para proveito próprio, a Benfica SAD está a cooperar com as autoridades competentes, prestando as informações que lhe foram solicitadas e diligenciando no sentido de apurar os factos relevantes para, conforme previsto na lei, aferir o cumprimento dos deveres legais e contratuais por parte do Sr. Luís Filipe Vieira enquanto membro do Conselho de Administração", refere.

Ver comentários
Outras Notícias