Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Benfica confirma acordo de "rei dos frangos" para vender 25% da SAD a John Textor

O presidente da Valouro e maior acionista individual da SAD tem um acordo com John Textor para a venda de 25% do capital da SAD. José Manuel dos Santos celebrou acordos com outros acionistas para reforçar a sua posição para alcançar a participação ao milionário norte-americano.

Pedro Elias
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 14 de Julho de 2021 às 06:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
A SAD do Benfica confirmou na noite de terça-feira a existência de um acordo entre José António dos Santos, maior acionista individual, para vender ao norte-americano John Textor 25% do capital da SAD das "águias".

Em comunicado à CMVM, a SAD indica ter recebido a 13 de julho a informação de que o empresário José António dos Santos, conhecido como o "rei dos frangos" detinha esta terça-feira una participação imputável de 16,377% na sociedade anónima desportiva (SAD).

Adicionalmente, a 26 de abril, o presidente da Valouro celebrou um acordo com a Quinta dos Jugais para a aquisição de 2% do capital da SAD "condicionada à concretização da operação de compra das ações necessárias para posterior venda a entidade terceira, de um lote de ações correspondente a 25% do capital social desta sociedade". 

Dois dias mais tarde, a 28 de abril, o "rei dos frangos" fechou um acordo com José Guilherme, outro dos detentores de uma participação qualificada na SAD, para a compra de 3,65% do capital.

Concretizando-se as duas aquisições, o presidente do grupo Valouro passaria a deter pouco mais de 22% do capital da SAD.

Recorde-se que, de acordo com o prospeto da emissão obrigacionista em curso da Benfica SAD, José António dos Santos deteria uma participação de 16,33% do capital, enquanto a Quinta dos Jugais controlava 2% da SAD e José Guilherme detinha 3,73%.

Já em junho, no dia 16, o empresário do setor avícola celebrou com o milionário americano John Textor um acordo para a venda de 25% do capital da SAD "encarnada", "condicionado ao pagamento, até à data de 15/09/2021, do preço total acordado, tendo já sido depositada em escrow account a quantia de € 1.000.000,00 (um milhão de euros)".

A 30 de junho, José António dos Santos assinou novo contrato com a Quinta dos Jugais para a compra de mais 1% da SAD - o que significa que esta sociedade detinha ou teria de comprar 1% das ações do Benfica para cumprir a sua parte do acordo - o que lhe permitiria, concretizando-se os acordos com estes dois acionistas, alcançar uma participação de 23,1061% da SAD.

A Benfica SAD informa ainda ter recebido de John Textor, na segunda-feira 12 de julho, a informação de que o milionário americano, em função dos acordos existentes, tem o direito a comprar ao "rei dos frangos" 25% do capital da SAD, apesar desta aquisição estar "sujeita a condições".

Assim sendo, confirmam-se as notícias de que José António dos Santos tinha um acordo para vender um quarto do capital da SAD benfiquista a John Textor.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) já ameaçou suspender os direitos de voto dos acionistas por ocultação de acordos para a transmissão de ações que não foram comunicados ao mercado.

O presidente do Benfica e da Benfica SAD, que entretanto suspendeu funções, Luís Filipe Vieira foi detido na passada semana para primeiro interrogatório judicial no âmbito de uma investigação batizada de "Cartão vermelho". Também José António dos Santos, Tiago Vieira, filho do presidente "encarnado", e o empresário bracarense Bruno Macedo foram detidos, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão domiciliária sujeita ao pagamento de cauções.
Ver comentários
Saber mais Benfica SAD Quinta dos Jugais José António dos Santos John Textor CMVM José Guilherme futebol participações acionistas acordos
Outras Notícias