Empresas Coleção Berardo: 862 obras valem 1,3 mil milhões de euros

Coleção Berardo: 862 obras valem 1,3 mil milhões de euros

O empresário contestou em Tribunal o arresto da sua coleção, argumentando que não há risco de dissipação, escreve esta sexta-feira o Jornal Económico.
Coleção Berardo: 862 obras valem 1,3 mil milhões de euros
Negócios 11 de outubro de 2019 às 10:25

As 862 obras de arte que fazem parte da coleção Berardo têm atualmente um valor de 1,3 mil milhões de euros, um crescimento de 304% face aos 316 milhões registados há mais de uma década, quando foi realizado o acordo com o Estado Português para a criação do Museu Berardo.

 

A notícia é do Jornal Económico, que adianta que este valor resulta de uma atualização da avaliação realizada em 2009 pela Garry Nader, galeria de arte moderna dos Estados Unidos. E o valor serve de argumento aos advogados de Berardo para pedirem o levantamento do arresto sobre a coleção, considerando que não há risco para dissipação da coleção, por venda em Portugal, por ter o país um mercado "ilíquido", a que acresceria o risco político de o Estado classificar as obras, não as deixando sair do país.

 

Além da coleção integrada no Museu, instalado no Centro Cultural de Belém, há outras 1.200 que estão em vários sítios, como o jardim Bacalhôa  Buddha Eden, no Bombarral, ou no Aliança Underground.

 

Berardo foi notificado da totalidade do arresto em Setembro e a defesa tinha já anunciado que pretendia contestar o arresto das obras. Estas, recorde-se, foram penhoradas como garantia das dívidas que Joe Berardo tem para com a Caixa Geral de Depósitos, o BCP e o Novo Banco




pub

Marketing Automation certified by E-GOI