Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Orange supera expectativas em 2014 mas prevê ligeira quebra para este ano

Os resultados da Orange em 2014 superaram as expectativas dos analistas. Contudo, a operadora francesa de telecomunicações prevê que o EBITDA caia ligeiramente este ano. Em marcha continua o plano de redução de custos.

A carregar o vídeo ...
Orange 4Q Revenue Topped Analysts’ Estimates
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2015 às 08:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A operadora de telecomunicações francesa Orange fechou 2014 com um EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 12,19 mil milhões de euros. O indicador garante uma margem de 30,9%, ficando a par dos objectivos da empresa.

 

Ainda assim, a Orange prevê que o EBITDA recue ligeiramente este ano, fixando-se entre os 11,9 e os 12,1 mil milhões de euros.

 

A promessa da maior operadora francesa é de que será levado em frente o plano de redução de custos em vigor. Nos últimos três anos, o mesmo permitiu cortes de 1,7 mil milhões de euros.

 

O plano permitiu ainda compensar a quebra de 2,5% nas receitas em 2014, com destaque para mercados prioritários como Espanha ou Polónia. O indicador fixou-se nos 39,5 mil milhões de euros. A operadora espera estabilizar as suas receitas no intervalo de dois anos.

 

A Orange vai pagar dividendos de 60 cêntimos por acção, devendo manter esse valor em 2015.

 

Recentemente, a Orange vendeu a sua participação na operadora móvel EE à British Telecom.

 

No país natal, França, a Orange terá de fazer face à crescente concorrência no sector das telecomunicações. A Altice – que recentemente venceu a compra da PT Portugal – está a analisar a compra da rival Bouygues Telecom.

 

Também no ano passado, a Altice adquiriu a Société Française de Radiotéléphone (SFR) à Vivendi, depois de uma forte disputa com a Bouygues.

 

Já em Abril se tinha dado a fusão entre a SFR e a Numericable, levando a uma alteração do mapa das telecomunicações francesas. Ambas as empresas estão agora sob a alçada da operadora de Patrick Drahi.

Ver comentários
Saber mais orange telecomunicações British Telecom França PT Portugal Bouygues Telecom Société Française de Radiotéléphone Patrick Drahi economia negócios e finanças tecnologias de informação telecomunicações
Outras Notícias