Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estas 20 empresas são responsáveis por mais de um terço das emissões globais de carbono

A Saudi Aramco encabeça a lista das principais empresas do setor petrolífero que mais dióxido de carbono e metano libertam para a atmosfera. Desde 1965, todas juntas já emitiram 480 mil milhões de toneladas.

Negócios jng@negocios.pt 09 de Outubro de 2019 às 14:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

A petrolífera saudita Saudi Aramco é responsável pela emissão de mais de 59 mil milhões de toneladas, ou 4,38% do total, de equivalente de dióxido de carbono para a atmosfera desde 1965. No pódio das mais poluentes segue-se a norte-americana Chevron e a russa Gazprom (que existe só há 30 anos), segundo um estudo divulgado hoje pelo The Guardian.

O estudo avaliou o que as empresas globais extraíram do solo e as emissões subsequentes pelas quais esses combustíveis fósseis são responsáveis, desde 1965, ano em que os especialistas dizem que o impacto ambiental dos combustíveis fósseis começou a ser conhecido pelos líderes da indústria e pelos políticos.

A análise feita por Richard Heede, do Climate Accountability Institute, nos EUA, concluiu que das 20 empresas que surgem no topo das mais poluentes, 12 são estatais, como é o caso da Saudi Aramco, da Gazprom ou da National Iranian Oil Co, e foram responsáveis pela libertação de 20% da emissão total durante o período em análise.


"A grande tragédia da crise climática é que sete mil milhões e meio de pessoas devem pagar um preço - na forma de um planeta degradado - para que algumas dúzias de interesses poluidores possam continuar a ter lucros recorde. É uma grande falha moral do nosso sistema político que permite que isto aconteça", segundo o estudo.

As 20 principais empresas da lista contribuíram com 35% de todo o dióxido de carbono e metano em todo o mundo, totalizando 480 mil milhões de toneladas do equivalente a dióxido de carbono (GtCO2e) desde 1965.

A lista das 20 empresas que mais equivalente de dióxido de carbono emitiram desde 1965: 

Saudi Aramco (estatal) - 59,26 mil milhões de toneladas
Chevron (privada) - 43,35 mil milhões de toneladas
Gazprom (estatal) - 43,23 mil milhões de toneladas
ExxonMobil (privada) - 41,90 mil milhões de toneladas
National Iranian Oil Co (estatal) - 35,66 mil milhões de toneladas
BP (privada) - 34,02 mil milhões de toneladas
Royal Dutch Shell (privada) - 31,95 mil milhões de toneladas
Coal India (estatal) - 23,12 mil milhões de toneladas
Pemex (estatal) - 22,65 mil milhões de toneladas
Petróleos da Venezuela (estatal) - 15,75 mil milhões de toneladas
PetroChina (estatal) - 15,63 mil milhões de toneladas
Peabody Energy (privada) - 15,39 mil milhões de toneladas
Conoco Phillips (privada) - 15,23 mil milhões de toneladas
Abu Dhabi National Oil Co (estatal) - 13,84 mil milhões de toneladas
Kuwait Petroleum Corp (estatal) - 13,48 mil milhões de toneladas
Iraq National Oil Co (estatal) - 12,60 mil milhões de toneladas
Total SA (privada) - 12,35 mil milhões de toneladas
Sonatrach (estatal) - 12,30 mil milhões de toneladas
BHP Billiton (privada) - 9,80 mil milhões de toneladas
Petrobras (estatal) - 8,68 mil milhões de toneladas
 

Ver comentários
Saber mais petróleo emissão de carbono poluição empresas
Mais lidas
Outras Notícias