Imobiliário Preços das casas em Portugal com a 4.ª maior travagem da UE no terceiro trimestre

Preços das casas em Portugal com a 4.ª maior travagem da UE no terceiro trimestre

Os preços das casas em Portugal continuam a ser dos que mais sobem em termos percentuais, mas a subida travou no terceiro trimestre do ano passado.
Tiago Varzim 18 de janeiro de 2019 às 10:41
Os preços das casas em Portugal registaram a quarta maior desaceleração entre os países da União Europeia. Depois de terem subido 11,2%, em termos homólogos, no segundo trimestre de 2018, o crescimento dos preços dos imóveis portugueses desacelerou para 8,5% no terceiro trimestre. A média da União Europeia manteve-se nos 4,3%, segundo os dados do Eurostat divulgados esta sexta-feira, 18 de janeiro.

A maior desaceleração foi registada pela Hungria onde os preços das casas passaram de subir 10,6% no segundo trimestre para 7% no terceiro trimestre, em termos homólogos. Seguem-se a Irlanda e a Estónia e depois surge Portugal com uma travagem de 2,7 pontos percentuais.

Os aumentos dos preços das casas portuguesas estão a desacelerar há dois trimestres consecutivos. Ainda assim, as subidas continuam bem acima das variações do conjunto dos Estados-membros. A média da União Europeia para a subida dos preços das casas, em termos homólogos, manteve-se nos 4,3% no terceiro trimestre.

Em termos homólogos, os preços das casas no terceiro trimestre aumentaram mais na Eslovénia (15,1%), na Holanda (10,2%) e na Irlanda (9,1%). Apenas a Suécia (-2,1%) e Itália (-0,8%) registaram quedas. Em todos os restantes Estados-membros, os preços das casas subiram.

Em cadeia (de um trimestre para o outro), os preços das casas desaceleraram de 2,3% no segundo trimestre para 1% no terceiro trimestre do ano passado em Portugal. Nesta ótica, este crescimento está abaixo dos 1,5% da média dos países da União Europeia.
pub

Marketing Automation certified by E-GOI