Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Volume de transações da Re/Max sobem 45% para 2,9 mil milhões até junho

A mediadora imobiliária fecha o primeiro semestre com crescimento no número de transações, na sua maioria fruto da compra e venda de imóveis (78,1%).

Remax
Negócios 28 de Julho de 2021 às 18:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Re/Max Portugal realizou 36.615 transações imobiliárias no primeiro semestre do ano, registando um volume de negócios de 2,9 mil milhões. Além do aumento no número de transações (45%), o volume de negócios da empresa também cresceu 43,6% face ao mesmo período do ano passado.


O crescimento em todos os indicadores ao período homólogo faz deste o "segundo melhor semestre de sempre", representando um cenário positivo num contexto de atual recuperação do mercado, precisa a empresa em comunicado.


Do total de transações efetuadas, 78,1% foram de compra e venda de imóveis. Já entre os imóveis mais procurados durante a primeira metade do ano estão os terrenos, quintas e moradias.

 

Os portugueses continuam a liderar a tabela no que toca aos que mais adquirem ou arrendam casa, ao assegurarem a maior parte das transações da mediadora imobiliária (84,5%). Quanto aos investidores estrangeiros, a liderança pertence aos brasileiros (4,7%), seguidos dos ingleses (1,1%) e dos franceses (1,1%)

 

Apesar das rendas elevadas na capital, Lisboa continua a ser o distrito onde mais se compra e arrenda imóveis, com um total de 14.817 transações (40,5%). No Porto, que pesa 14,2%, o número de transações dispara face ao período homólogo, com um crescimento de 54,9%. O destaque no top 10 na primeira metade do ano vai ainda para Coimbra que ocupa a sexta posição nacional com subida de 67% no número de transações.

 

A previsão para a segunda metade do ano é "positiva", segundo o comunicado da Re/Max, que aposta nos resultados positivos da marca, a evolução da segurança sanitária e a reanimação da atividade económica, fatores que "contribuirão para o bom desempenho do setor imobiliário".

Ver comentários
Saber mais RE/MAX imobiliário transações rendas
Outras Notícias