Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Administração do Diário Económico decidiu avançar com pedido de insolvência

A administração da ST&SF, dona do Diário Económico, decidiu avançar para um pedido de insolvência da empresa. A informação foi divulgada esta sexta-feira aos trabalhadores, segundo o Expresso.

Pedro Elias/Jornal de Negócios
Negócios 18 de Março de 2016 às 18:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A ST&SF, que detém o Diário Económico e a ETV, avançou com um pedido de insolvência. A informação já foi transmitida aos trabalhadores numa nota interna citada pelo Expresso.

De acordo com o documento, a administração fundamenta a decisão com o "entendimento de que este é o quadro legal que melhor protege os interesses dos trabalhadores". "No quadro actual entendemos que se encontram esgotadas todas as alternativas para encontrar uma solução de curto prazo para a situação económico-financeira da sociedade".

E sublinha que "foram tentadas, até ao limite, todas as hipóteses para encontrar um comprador que permitisse resolver alguns dos problemas da situação económico-financeira da empresa e viabilizar o projecto editorial do Económico".

A informação foi partilhada aos cerca de 140 trabalhadores, que têm ordenados em atraso, no mesmo dia em que foi publicada a última edição em papel do Diário Económico e de ter sido publicado no portal Citius o Pedido Especial de Revitalização (PER) da ST&SF.

Com a conversão do PER num pedido de insolvência, a dona do Económico terá que aguardar a nomeação de um novo administrador judicial.

"O Administrador de Insolvência elaborará um relatório para que a Assembleia de Credores delibere sobre a manutenção da empresa, no todo ou em parte, da conveniência de se aprovar um plano de insolvência ou de se proceder à liquidação e partilha da massa insolvente", lê-se na mesma nota citada pelo semanário.

Há meses que a empresa se debate com problemas financeiros, tendo em atraso o pagamento a fornecedores e também aos cerca de 140 trabalhadores. Uma situação que levou mesmo à penhora das receitas por parte do Fisco, a qual foi entretanto levantada tendo a ST&SF dado a marca como garantia.

Face à degradação das condições de trabalho e à falta de apresentação de soluções, a direcção editorial apresentou a demissão do cargo e os trabalhadores avançaram com uma greve de 24 horas no passado dia 10 de Março.

Na nota enviada esta sexta-feira aos trabalhadores, a administração acrescenta ainda que apesar de não ter encontrado uma solução, mantém "todo o empenho e energia no sentido de encontrar num novo accionista com condições de manter o projecto".

A administração esclarece ainda que o site e o canal de televisão vão continuar a funcionar e, enquanto não for decidido o fecho da empresa, "os trabalhadores que mantenham contratos de trabalho continuarão obrigados à prestação de trabalho". No entanto, poderá ser estudada a hipótese de dispensar os "trabalhadores que por consequência da suspensão da publicação do jornal não tenham objectivamente função a executar".

No caso de encerramento da empresa, no âmbito do pedido de insolvência, os trabalhadores "encontram-se numa situação de desemprego involuntário, pelo que podem requerer o respectivo subsídio de desemprego", recorda a administração no mesmo comunicado.

(Notícia actualizada às 18:10 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Diário Económico Pedido Especial de Revitalização ST&SF Ongoing Diário Económico ETV
Mais lidas
Outras Notícias