Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Migração da rede TDT para dar espaço ao 5G arranca em novembro

O regulador já definiu o calendário para a libertação da faixa dos 700 MHz, necessária para a implementação do 5G. Os testes piloto avançam na segunda quinzena de novembro.

Pedro Elias
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 22 de Agosto de 2019 às 13:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Anacom já definiu o calendário para a libertação da faixa dos 700 MHz, que é utilizada atualmente para a transmissão do sinal da TDT mas terá que libertada para a implementação do 5G em Portugal.

Em comunicado, a entidade liderada por Cadete de Matos informa que esta alteração, que terá de ser implementada pela Meo uma vez que é a responsável pelo sinal da TDT, será feita de forma gradual. "No quarto trimestre deste ano, mais concretamente na segunda quinzena de novembro, está prevista a realização de um teste piloto", informa a Anacom.

Depois, a partir de janeiro, e até junho de 2020 - prazo estabelecido por Bruxelas para a implementação do 5G -, será concluída a libertação desta frequência.

"As alterações da rede de TDT serão feitas de forma gradual, num processo que demorará cerca de seis meses e que terá início em janeiro, na zona sul do país", lê-se no comunicado.

Esta proposta de decisão da Anacom vai ser agora submetida a consulta pública durante 20 dias úteis.

Recentemente, o presidente da Altice Portugal, Alexandre Fonseca tinha alertado para a necessidade do regulador avançar com o calendário para libertação do espetro da TDT.

Ver comentários
Saber mais TDT 5G Anacom Meo Altice Portugal Alexandre Fonseca
Mais lidas
Outras Notícias