Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tripulantes da Ryanair ameaçam com 10 dias de greve em Espanha

Os anúncios de greve da parte de tripulantes da Ryanair multiplicam-se: Reino Unido, Irlanda, Portugal e agora Espanha.

Negócios jng@negocios.pt 14 de Agosto de 2019 às 13:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os sindicatos que representam os tripulantes da Ryanair em Espanha anunciaram, esta quarta-feira, a intenção de avançar com 10 dias de greve em Espanha, incidindo em todos os fins de semana do mês de setembro.

Os trabalhadores exigem à Ryanair que desista dos planos de fechar várias bases que tem atualmente no país. Caso contrário, estes pretendem avançar com a notificação formal para os dias 1, 2, 6, 8, 13, 15, 20, 22, 27 e 28 de setembro.

As tripulações da mesma empresa no Reino Unido, Irlanda e Portugal também anunciaram planos para avançar com a greve nas próximas semanas, em protesto contra as atuais condições de trabalho e remuneração.

Em Portugal, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil entregou um pré-aviso de greve dos tripulantes de cabine da Ryanair entre 21 e 25 de agosto, exigindo o cumprimento da legislação laboral portuguesa. Um anúncio que aconteceu no mesmo dia em que a Ryanair admitiu que poderá despedir até 500 pilotos e 400 tripulantes de cabine, devido ao impacto do "brexit", ao aumento do preço dos combustíveis e ao atraso na entrega dos aviões Boeing 737 Max.

Posteriormente, o mesmo sindicato alertou que à greve dos tripulantes da Ryanair marcada a partir de 21 de agosto poderão somar-se outras e acusou a empresa de pressão "ilegal" ao anunciar despedimentos.

Um dia depois deste aviso da parte do sindicato, a Ryanair comunicou que vai encerrar a base do aeroporto de Faro em janeiro de 2020, e despedir cerca de 100 trabalhadores, embora mantenha os voos, revelou à Lusa a presidente do sindicato dos tripulantes.

Ver comentários
Saber mais Ryanair Portugal Espanha economia negócios e finanças trabalho transportes aviação
Outras Notícias