Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Via Verde na corrida à compra da Eurotoll

A espanhola Abertis vai vender a sua empresa de pagamentos de portagens para camiões e a participada da Brisa, segundo o site El Economista, é uma das empresas europeias que entregaram ofertas indicativas.  

Negócios jng@negocios.pt 08 de Março de 2022 às 14:13
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O grupo espanhol Abertis vai vender a Eurotoll, a sua subsidiária que fornece soluções de pagamento de portagem eletrónico para veículos pesados que presta serviços na Europa, tendo contratado o banco francês Natixis como consultor financeiro da operação.

A notícia é avançada pela publicação espanhola El Economista, que cita fontes próximas do processo, referindo que a Abertis - que não quis fazer comentários – "já recebeu as primeiras ofertas indicativas de empresas europeias como a francesa Egis, as italianas Mooney, controlada pelo fundo norte-americano CVC e detida pela entidade transalpina Intesa Sanpaolo, e a Telepass, subsidiária da Atlantia, a alemã DKV Mobility, detida pela seguradora DKV, e a portuguesa Via Verde, cujo proprietário é a Brisa".

 

O calendário previsto é que as empresas finalistas apresentem propostas vinculativas em abril, acrescenta.

 

A Eurotoll está integrada desde 2017 na Abertis Mobility Services, a divisão de serviços tecnológicos do grupo espanhol. Anteriormente, integrava o perímetro da francesa Sanef, também controlada pela Abertis, recorda a publicação.

A empresa, que tem a sua sede na França, conta com uma centena de parceiros de toda a Europa que operam numa rede de 92.000 quilómetros, tendo já disponibilizado 160.000 dispositivos eletrónicos de pagamento de portagens. Tem cerca de 10.000 clientes e o volume de pagamentos que gere atinge os 600 milhões de euros por ano, segundo informação pública da empresa, citada pelo El Economista.


A sua presença, diretamente ou através de distribuidores, estende-se a 27 países: Espanha, Portugal, França, Reino Unido, Irlanda, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, Itália, Suíça, Mónaco, Áustria, República Checa, Polónia, Eslováquia, Hungria, Eslovênia, Romênia, Moldávia, Bulgária, Macedónia, Grécia, Turquia, Dinamarca, Suécia e Estónia.

 

A subsidiária da Abertis, que detém 100% do capital, oferece soluções que permitem que os veículos pesados que possuam um produto designado por Tribox Air viajem com o mesmo dispositivo de pagamento eletrónico de portagens em autoestradas em vários países europeus, incluindo Espanha, França, Portugal, Áustria e Bélgica.

 

De acordo com a publicação espanhola, a Abertis continua assim a alienar ativos não estratégicos. Em 2021, a empresa vendeu 35% da concessionária francesa Alienor e 100% do operador rodoviário Sanef Aquitaine, à Eiffage por 223,4 milhões de euros, alienou 33,33% do British Road Management Group (RMG) à InfraRed por 36,8 milhões de euros, assim como 5,44% da Rodovia Brebemi, em Itália.

 

Ver comentários
Saber mais Via Verde Eurotoll Abertis autoestradas portagens
Outras Notícias