Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP em queda e JM em mínimos de Janeiro levam PSI-20 para perdas

A bolsa nacional segue em queda pela terceira sessão consecutiva, em linha com o pessimismo das principais praças europeias. Os resultados das empresas continuam a marcar o passo dos mercados.

Bruno Simão/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 24 de Fevereiro de 2017 às 12:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

A bolsa nacional inverteu a tendência positiva da abertura, penalizada pelo BCP e pela Jerónimo Martins. Nesta altura, o PSI-20 desce 0,5% para 4.611,18 pontos, naquela que é a terceira sessão consecutiva de perdas. Das 17 cotadas que compõem, actualmente, o principal índice nacional, dez estão em queda, cinco em alta e duas inalteradas.

Na Europa, os principais índices também seguem em terreno negativo, numa altura em que os investidores continuam a olhar para os resultados das empresas relativos ao último trimestre do ano passado. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,82% para 369,81 pontos, penalizado sobretudo pelas empresas do sector mineiro, químico, construção e banca.

Por cá, o BCP recua 0,8% para 14,83 cêntimos, enquanto a Jerónimo Martins perde 1,11% para 15,16 euros, o valor mais baixo desde 4 de Janeiro. Os títulos da retalhista continuam a ser penalizados pelos resultados apresentados esta quarta-feira, que ficaram abaixo do esperado. Em 2016, os lucros subiram 78% para 593 milhões de euros, enquanto no quarto trimestre o resultado líquido foi de 93 milhões.

A contribuir para a descida do PSI-20 estão ainda a Nos, a Sonae e a Navigator. A operadora liderada por Miguel Almeida desce 0,77% para 5,54 euros, depois de o CaixaBI ter antecipado que a empresa obteve lucros de 94,8 milhões de euros em 2016, mais 14,6% do que o resultado líquido de 82,7 milhões de euros conseguido no exercício financeiro de 2015. A Sonae recua 1,43% para 82,9 cêntimos e a Navigator cai 1,09% para 3,544 euros, depois de ter atingido ontem o valor mais alto em mais de um ano.

Na energia, a EDP Renováveis ganha 0,02% para 6,245 euros e a EDP desce 0,38% para 2,885 euros. O CaixaBI acredita que a eléctrica liderada por António Mexia terá registado um resultado líquido de 874 milhões de euros em 2016, que traduzem uma redução de 4% face ao registado no ano anterior.

 

A confirmarem-se as previsões, 2016 foi o segundo ano consecutivo de descida nos lucros da EDP. E o primeiro em 12 anos que a empresa regista lucros anuais abaixo de 900 milhões de euros.

 

Ainda neste sector, a Galp Energia valoriza 0,11% para 13,80 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão a descer mais de 0,5% nos mercados internacionais.

 

Em alta está ainda a Sonae Capital, com as acções a reagirem aos resultados apresentados esta quinta-feira. A empresa liderada por Cláudia Azevedo reportou lucros de 17,59 milhões de euros em 2016, contra um prejuízo de 290 mil euros no ano precedente. As acções disparam 3,11% para 73 cêntimos. 

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 mercados bolsas Europa Stoxx600
Mais lidas
Outras Notícias