Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Navigator tomba mais de 4%. Lisboa com mais longa série de perdas desde outubro

A bolsa de Lisboa fechou no vermelho, acompanhando a cor dominante na Europa. A Navigator liderou as perdas, no dia em que as ações deixam de conferir direito ao dividendo extraordinário bruto de 21,091 cêntimos por ação.

A evolução de custos continua a ser das principais preocupações do grupo.
D.R.
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 08 de Dezembro de 2022 às 16:49
A bolsa de Lisboa encerrou a penúltima sessão da semana em terreno negativo, em linha com a Europa - onde a cor dominante também foi o vermelho. 

A praça nacional fechou assim a terceira sessão consecutiva de perdas, o que não acontecia desde o dia 12 de outubro.

O PSI terminou o dia a cair 0,93% para 5.745,57 pontos. Entre as 15 cotadas que compõem o principal índice nacional, apenas três encerraram a sessão no verde.

A Navigator comandou as perdas, ao afundar 4,72% para 3,67 euros, renovando mínimos de 21 de novembro. O movimento acontece no mesmo dia em que os títulos da papeleira entraram em ex-dividendo - ou seja, deixaram de conferir direito à remuneração extraordinária bruta de 21,091 cêntimos por ação, a qual será distribuída a partir do próximo dia 12 de dezembro. 

Ainda entre as papeleiras, a Semapa perdeu 0,58% para 13,70 euros, enquanto a Altri desvalorizou 1,03% para 5,31 euros.

Já no setor energético o sentimento foi misto: a Greenvolt liderou os ganhos, ao arrecadar 1,12% para 8,15 euros, a par da Galp que subiu 0,26% para 11,67 euros, num dia em que a negociação do petróleo no mercado internacional é marcado por uma oscilação entre ganhos e perdas. A REN derrapou 0,19% para 2,56 euros.

Entre os pesos pesados, a EDP e EDP Renováveis recuaram 0,83% para 4,55 euros e 2,19% para 21,39 euros, respetivamente.

Os investidores digeriram uma série de novidades vindas do grupo liderado por Miguel Stilwell d'Andrade. A EDP Renováveis ganhou dois novos projetos nos EUA, enquanto a casa-mãe concluiu a venda da central hidroelétrica de Mascaranhas, no Brasil.

Por fim, no retalho, a Jerónimo Martins deslizou 0,48% para 20,52 euros, enquanto a Sonae caíu 0,74% para 0,94 euros.  

Dado o feriado, por ocasião da imaculada conceição de Nossa Senhora, o volume de negociação caíu ligeiramente face à sessão anterior de 150.607.606 pontos esta quarta-feira para 112.970.404 pontos.
Ver comentários
Saber mais Lisboa Europa Navigator economia negócios e finanças mercado e câmbios bolsa
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio