Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPA da Sodim sobre Semapa prolongada até dia 4 de junho

A holding da família Queiroz Pereira decidiu pedir o prolongamento do prazo da OPA sobre a Semapa até dia 4 de junho, de modo a divulgar os resultados financeiros antes do fim da oferta.

A OPA da Sodim sobre o capital que não controla da Semapa, liderada por Castello Branco, termina dia 25.
Pedro Catarino
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 25 de Maio de 2021 às 14:56
  • Partilhar artigo
  • 15
  • ...
O prazo da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Sodim sobre a Semapa foi estendido até ao próximo dia 4 de junho, de modo a que os resultados financeiros da empresa e da sua participada Navigator sejam conhecidos antes do fim da operação, cujo prazo terminava hoje.

O período da OPA sobre a Semapa, cujo prazo inicial terminava esta terça-feira, dia 25 de maio, foi assim estendido até ao dia 4 de junho. "O Período da Oferta decorrerá entre as 08:30 horas do dia 27 de abril 2021 e as 15:00 horas do dia 4 de junho de 2021 (horas de Lisboa), podendo as respetivas ordens de aceitação ser recebidas até ao termo deste prazo", adianta um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Esta decisão surge depois da associação de pequenos investidores Maxyield ter pedido à CMVM, na semana passada, a suspensão da OPA, devido às empresas do grupo terem adiado a apresentação de resultados. A Navigator apresenta as contas do trimestre esta sexta-feira, dia 28 de maio, enquanto os resultados da Semapa são reportados no próximo dia 31. Uma situação que terá levado o regulador a pedir que fossem divulgadas perspetivas financeiras para ambas as empresas, um pedido que levou a Sodim a solicitar a extensão do prazo da OPA, de modo a que os investidores tenham conhecimento das contas da Semapa e da Navigator, empresa controlada pela primeira.

Os destinatários da oferta que assim o entendam podem revogar a sua declaração de aceitação da oferta através de uma comunicação dirigida ao intermediário financeiro até ao dia 1 de junho, pelas 15:00.

"Investidores que aceitaram a Oferta antes de publicada a presente Adenda, bem como a adenda ao prospeto da Oferta têm o direito de revogar a sua declaração de aceitação através de comunicação escrita dirigida ao intermediário financeiro que recebeu tal declaração até ao dia 1 de junho de 2021, i.e., cinco dias úteis após a divulgação da presente adenda", esclarece o comunicado.

Os resultados da oferta deverão ser conhecidos numa sessão de apuramento de resultados no dia 7 de junho, o primeiro dia útil após o fim da operação.

A Sodim oferece 11,66 euros por cada ação da Semapa, depois de descontado o valor do dividendo de 51,2 cêntimos por ação, mas a contrapartida tem sido considerada baixa pelos investidores. Ainda na semana passada, a Bestinver confirmou que não iria aceitar a OPA da família Queiroz Pereira, sendo que a Cobas AM também já tinha dado essa mesma indicação, numa carta dirigida aos seus investidores. As duas gestoras espanholas controlam mais de 5% do capital da Semapa.

Entretanto, a Sodim tem aproveitado para reforçar a sua posição através da compra de ações em bolsa, sempre que os títulos negoceiam no valor da oferta. Ontem, a "holding" divulgou à CMVM que comprou mais um bloco de 90.095 acções, representativas de 0,111% do capital social da Semapa, tendo pago 11,66 euros por cada ação. De acordo com o site da Semapa, a Sodim detém 75,01% do capital da empresa.
Ver comentários
Saber mais OPA bolsa Sodim Semapa
Outras Notícias