Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 em alta ligeira apesar das quedas de BCP e EDP Renováveis

A bolsa nacional acordou a negociar em alta ligeira, apesar da maioria das cotadas do índice estarem em queda. Lá fora, os bons dados da China vão dando força aos mercados.

As bolsas mundiais viveram um período dourado de ganhos. Mas a chegada de 2018 inverteu a tendência de ganhos nos mercados financeiros globais. Após anos de máximos e com um nível de volatilidade crescente nos mercados, os especialistas recomendam maior cautela na hora de investir. A aposta recai em empresas de qualidade. 

'O foco continua a estar no crescimento do lucro por acção e nos nomes que podem entregar este crescimento a médio prazo', refere a Amundi. A gestora alerta para uma rotação no mercado para empresas de maior qualidade e realça que prefere empresas norte-americanas, devido ao ambiente de forte subida dos lucros e 'ao facto de os riscos relacionados com a regulação terem sido identificados e descontados [no valor das cotações]. A Pictet também aponta uma estratégia mais defensiva, identificando oportunidades no sector do consumo e da saúde, ao mesmo tempo que passou a assumir uma posição 'neutral' no sector financeiro, face aos riscos actuais.

'No bloco europeu, os sectores de telecoms e 'utilities' continuam a apresentar múltiplos de PER com o maior desconto face à mediana, sendo penalizados pela superior
alavancagem dos seus balanços', nota o BiG, no seu 'outlook' para o terceiro trimestre. O sector industrial, de cuidados de saúde e consumo são outros em que o banco vê oportunidades na Europa.
Reuters
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 01 de Novembro de 2019 às 08:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 38
  • ...
O índice PSI-20 abriu a última sessão da semana a valorizar 0,04% para os 5.121,44 pontos, acompanhando a tendência positiva dos pares europeus. Apesar de estarem oito cotadas em queda, as restantes compensam as perdas.  

Os principais mercados europeus estão a ser contagiados pelos dados positivos vindos do outro lado do oceano, com a China a reportar o maior aumento da atividade industrial em mais de dois anos, no mês de outubro, com as exportações e a produção a subirem acima do previsto. 

Hoje a negociação comercial entre a China e os EUA poderá conhecer novos desenvolvimentos, uma vez que os representantes de ambos os lados irão manter contactos telefónicos. Ontem, a China disse duvidar da possibilidade de firmar um acordo comercial de longo prazo com o presidente norte-americano, o que dececionou os investidores. No entanto, mais tarde, Donald Trump disse que as duas maiores economias do mundo iriam anunciar em breve um acordo parcial.

Por cá, a Semapa vai liderando os ganhos com uma valorização de 2,3% para os 12,60 euros por ação, reagindo aos resultados divulgados ontem. A empresa que detém a Navigator e também a cimenteira Secil registou lucros de 112,1 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que corresponde a mais 14,9% face ao período homólogo de 2018. 

À boleia da Semapa, negoceia também a Navigator, que avança 0,12% para os 3,236 euros por ação. Dentro do setor, a Altri segue em alta e sobe 0,27% para os 5,48 euros. 

No retalho, a Jerónimo Martins avança 0,5% para os 15,12 euros e a Sonae ganha 0,7% para os 91 cêntimos por ação.

Em território negativo segue o BCP, com uma queda de 0,25% para os 20 cêntimos por ação, e também a família EDP. A casa mãe cai uns ligeiros 0,03% para os 3,689 euros e a EDP Renováveis desliza 1,17% para os 10,10 euros por ação. 
Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 mercados
Mais lidas
Outras Notícias