Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ações da Nos afundam 5% após Barclays cortar recomendação devido ao 5G

O banco de investimento britânico reduziu o preço-alvo da Nos para 3 euros e a recomendação para "underweight".

João Miguel Rodrigues
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 11 de Novembro de 2020 às 09:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

As ações das Nos estão a reagir em forte queda a uma nota de "research" do Barclays, que reduziu o preço-alvo e a recomendação da operadora de telecomunicações devido ao cenário de maior concorrência no setor em Portugal com a introdução do 5G.

De acordo com a Bloomberg, o banco de investimento britânico reduziu o preço-alvo da Nos de 3,80 euros para 3,00 euros e a recomendação de "equal-weight" para "underweight". Segundo a agência de notícias, a Nos é a única cotada do setor das telecomunicações acompanhada pelo Barclays que tem recomendação negativa.

As ações descem 5,03% para 2,906 euros, transacionando já abaixo do novo preço-alvo do Barclays.  

O banco britânico reduziu a avaliação da Nos devido ao cenário de entrada de um novo operador no mercado. As condições finais para o leilão do 5G "são mais exigentes para novos operadores, mas não o suficiente para deter a MásMóvil de reforçar o seu compromisso para desenvolver uma estratégia de operador móvel em Portugal", refere o analista Mathieu Robilliard.

A companhia espanhola anunciou segunda-feira que está mesmo interessada em participar nos leilões do 5G em Portugal. "Este movimento permitirá concentrar esforços de investimento tanto no futuro 5G, sendo que a Nowo participará no leilão do espectro anunciado pela Anacom na passada quinta-feira, assim como na construção da nova rede de fibra ótica em Portugal", avança a dona da Nowo e da Oni.

As ações da Nos acumulam uma queda de quase 40% desde o início do ano. De acordo com a base de dados da Bloomberg, o preço-alvo médio de 16 bancos de investimento é de 4,26 euros. 11 analistas recomendam comprar, 4 manter e um vender.

Ver comentários
Saber mais Barclays Nos 5G research
Outras Notícias