Research JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%

JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%

A casa de investimento JPMorgan reduziu em quase 3,0 euros a avaliação que faz dos CTT, segundo a Bloomberg.
JPMorgan corta avaliação dos CTT em mais de 30%
Sara Antunes 30 de janeiro de 2017 às 07:35

Os CTT foram reduzidos de "overweight" para "underweight" por parte do analista Christopher Combe, do JPMorgan. Na nota emitida, e citada pela Bloomberg, o analista reduziu também a avaliação que faz da cotada liderada por Francisco Lacerda.

 

Assim, o banco de investimento estabeleceu um preço-alvo de 6,05 euros para os CTT, o que corresponde a uma revisão em baixa de 32,4%, ou 2,90 euros, face ao "target" que tinha em Novembro (8,95 euros).

 

A nova avaliação confere às acções um potencial de 0,63% face à cotação de fecho das acções na última sessão (6,012 euros).

 

Na sexta-feira, 27 de Janeiro, os CTT publicaram um comunicado onde alertam para um corte de estimativas. Os CTT antecipam uma queda superior ao previsto do correio no último trimestre do ano. E o contexto leva a empresa a antecipar uma queda de até 7% do EBITDA . Os números finais serão conhecidos a 9 de Março. Ainda assim, a empresa compromete-se em pagar um dividendo de, pelo menos, 0,48 euros por acção referente ao ano passado. 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI