Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxa de juro do crédito à habitação está abaixo de 1%

O juro médio do crédito à habitação caiu abaixo de 1% pela primeira vez. Em fevereiro, fixou-se em 0,997%.

Despejos que coloquem habitação em risco devem ser suspensos, defendem representantes dos inquilinos.
Sérgio Lemos
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 19 de Março de 2020 às 11:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As taxas de juro implícitas no crédito à habitação voltaram a recuar em fevereiro deste ano, pelo sétimo mês consecutivo, e estão abaixo de 1% pela primeira vez. Os dados foram divulgados, esta quinta-feira, 19 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que dá conta de que o capital médio em dívida aumentou.

Segundo os dados publicados esta manhã pelo INE, a taxa de juro média no conjunto dos contratos de crédito à habitação fixou-se em 0,997% em fevereiro de 2020, abaixo da taxa de 1% registada em janeiro. Os juros do crédito à habitação estão a cair desde agosto do ano passado e atingem agora um novo mínimo desde, pelo menos, janeiro de 2009, data em que tem início esta série estatística do INE.

A taxa média caiu nos financiamentos destinados à construção e aquisição de habitação e manteve-se estável na reabilitação de habitação.

No financiamento à aquisição de habitação, o que tem maior peso no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro média baixou de 1,022% em janeiro para 1,018% em fevereiro. Já no financiamento à construção de habitação, a taxa reduziu-se de 0,815% para 0,809%, enquanto na reabilitação de habitação se manteve em 1,115%, o mesmo valor registado em janeiro.

Considerando os contratos celebrados nos três meses anteriores à análise do INE, mantém-se a tendência contrária, com um aumento da taxa de juro de 1,090% para 1,131%. Este aumento verificou-se no financiamento à construção e à aquisição de habitação. Já no financiamento à reabilitação de habitação, o juro caiu pelo segundo mês consecutivo.

Já o capital médio em dívida voltou a aumentar, fixando-se em 53.755 euros em fevereiro, enquanto a prestação média se manteve estável em 247 euros, o mesmo valor registado em janeiro.

Notícia atualizada pela última vez às 11h47 com mais informação.
Ver comentários
Saber mais crédito à habitação taxas de juro implícitas ine
Mais lidas
Outras Notícias