Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Donald e Melania Trump: Um casamento separado pela "febre" dos criptoativos

Melania Trump lançou um segundo leilão sobre uma coleção NFT com assinatura própria. Já o ex-presidente dos EUA há muito que virou as costas ao mercado cripto, em especial às criptomoedas.

Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 15 de Janeiro de 2022 às 12:00
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Melania Trump, ex-primeira-dama dos EUA , aderiu em dezembro à "febre" dos NFT (Non Fungible Token) ao lançar a sua própria plataforma de vendas em leilão. Agora, até ao próximo dia 25 de Janeiro, a plataforma conta com um novo leilão.

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos leva a leilão a "coleção chefe de Estado", assim batizada por comemorar a primeira visita oficial de um líder de Governo à Casa Branca, durante o mandato de Donald Trump.

A coleção - composta por uma aguarela, um chapéu e um quadro, todos titulados por um algoritmo virtual - recorda a visita do Presidente francês Emmanuel Macron, juntamente com a sua mulher, à Casa Branca, em abril de 2018.

O "price floor" (preço de base da licitação) são 1.416 solanas, ou seja, cerca de 220 mil euros à taxa de câmbio atual.

De acordo com o site, "uma parte dos lucros deste leilão" irá para iniciativas de caridade apoiadas pelo projeto "Be Best" de Melania Trump, embora não seja explicado na plataforma o que acontecerá à restante parte deste montante.

Recorde-se que em dezembro Melania Trump atirou-se ao universo blockchain, criando uma plataforma própria de NFT, assente na rede Solana.

Na altura, a ex-primeira-dama salientou no  Twitter o "prazer de aderir a este mercado", prometendo que "através desta nova plataforma baseada em tecnologia, iremos oferecer às crianças ensino na área da informática, como programação e desenvolvimento de software, para que prosperem na vida ao saírem dos orfanatos". Melania adiantou ainda que iria "leiloar ativos virtuais de forma periódica".

A primeira obra leiloada foi um quadro dos olhos da ex-primeira-dama, pintado pelo artista francês Marc Antoine Coulon e intitulado "Visão de Melania". A imagem foi vendida em parcelas, podendo cada utilizador adquirir uma parte (também fracionada através da tecnologia blockchain), sob a condição de pagar uma solana (cerca de 126 euros à taxa de câmbio atual). Este leilão terminou no final de dezembro.

Ao que tudo indica, Melania Trump quer fazer da blockchain uma das componentes profissionais principais da sua vida. Há duas semanas, a antiga primeira-dama publicou um tweet onde assinalou mais um aniversário da bitcoin, a criptomoeda mais cotada do mercado.

"Hoje é o aniversário da bitcoin. Parabéns Satoshi Nakamoto [nome fictício, ao que se sabe, do criador da bitcoin]", escreveu Melania.

Na casa dos Trump reina a discórdia sobre cripto

Recorde-se que ao contrário de Melania Trump, o seu marido e ex-presidente dos EUA, Donald Trump, é um crítico habitual do universo cripto. Em novembro, o antigo ocupante da Casa Branca descreveu as criptomoedas, em entrevista à Fox Business, como um desastre iminente.

 

"Eu gosto da moeda dos Estados Unidos", disse o ex-presidente dos EUA. "Acho que as outras moedas são um desastre à espera de acontecer", sublinhou nessa altura.

"Elas [as critptomoedas] podem ser falsas. Quem sabe o que são?". "Acredito que as pessoas não sabem muito bem o que são. Não sou grande fã", confessou Trump.

E esta não foi a primeira vez que o antigo ocupante da Casa Branca atacou as critptomoedas. Em junho, Trump afirmou que "a bitcoin parece ser um golpe. Eu não gosto [deste ativo] porque é outra moeda a competir contra o dólar". 

Em 2019, Trump chegou mesmo a dizer que "a bitcoin e as outras criptomoedas não são dinheiro, dado que o valor é altamente volátil e baseado no ar".

Embora o ex-presidente não seja grande fã do mercado cripto, um grupo de apoiantes de Trump lançou um token digital como reação à derrota nas eleições de novembro de 2020 batizado de "MAGA coin" [moeda 'Make America Great Again' - que era o lema de Trump]. Este criptoativo tem estado a caminho de se tornar uma "dead coin", tendo caído 0,02% para 0,001203 dólares entre quinta e sexta-feira, de acordo com os dados da Coin Market Cap.

Ver comentários
Saber mais Melania Trump Casa Branca Estados Unidos EUA Non Fungible Token NFT Donald Trump economia negócios e finanças política artes cultura e entretenimento
Outras Notícias