Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FTX no Japão prepara-se para devolver mais de 100 milhões de dólares aos clientes

A plataforma já começou, de acordo com a Bloomberg, a elaborar um plano que permite o resgate de ativos, recorrendo à Liquid como ponte para esta operação. Uma vez concluído, este plano irá ainda precisar da chancela do regulador financeiro do país. Uma vez finalizado, os resgates podem começar já no início de janeiro do próximo ano.

Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 30 de Novembro de 2022 às 19:14

A FTX no Japão já elaborou um rascunho de um plano, tendo em vista a possibilidade de os investidores poderem retirar os ativos presos na plataforma, que há mais um mês congelou os levantamentos. Caso se concretize, irá tratar-se de um raro caso de devolução após o colapso de uma "exchange" cripto.

 

O plano, que ainda está a ser terminado, vai recorrer à plataforma Liquid – comprada este ano pelo império de Sam Bankman-Fried para expandir a presença no Japão - de forma a que esta sirva de ponte entre a operação da FTX no Japão e os clientes, de acordo com fontes conhecedoras do assunto contactadas pela Bloomberg.

 

Atualmente a FTX – que deu entrada com um pedido de proteção contra credores no tribunal de Delaware nos EUA na primeira metade deste mês – conta com mais de um milhão de credores em todo o mundo, devendo só aos 50 maiores da lista entregue no tribunal de falências, 3,1 mil milhões de dólares, segundo os documentos judiciais.

 

Antes de resgatarem os ativos através da Liquid, os utilizadores serão obrigados a passar por um processo de verificação, acrescentaram as referidas fontes à agência de informação financeira norte-americana. O plano precisa ainda de ser aprovado pelo regulador financeiro japonês. Uma vez aprovado, o plano pode arrancar já no próximo dia 9 de janeiro.

 

Segundo os números avançados pela Bloomberg, tendo por base a referida proposta, a operação japonesa da FTX detém 94,5 milhões de dólares em criptoativos em carteira e 46 milhões de dólares em dinheiro fiduciário.

 

Até agora, nenhuma operação da FTX no mundo anunciou um plano de devolução de ativos aos clientes. Contactados pela Bloomberg, nem a FTX nem o regulador financeiro japonês responderam às questões colocadas via email.

Ver comentários
Saber mais FTX Japão Liquid Bloomberg economia negócios e finanças minérios e metais serviços financeiros
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio