Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Genesis: Mais um nome sonante das cripto não resiste ao efeito dominó da FTX

Depois de ter dito que "não" a um possível pedido de proteção contra credores, a Genesis começa a ficar sem hipóteses - e accionar o capítulo 11 da lei de falências dos EUA parece a única solução.

Após valorizar com a notícia da aquisição da FTX pela Binance, o mercado cripto regressou à fasquia de 1 bilião de dólares. Mas não durou e tombou de novo para 800 mil milhões.
Dado Ruvic/Reuters
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 18 de Janeiro de 2023 às 19:38
O mercado das criptomoedas prepara-se para assistir à queda de mais um nome de destaque. A Genesis, plataforma de empréstimos cripto, prepara-se para avançar esta semana com um pedido de proteção contra credores, ao abrigo do capítulo 11 da lei de falência dos EUA, segundo fontes conhecedoras do assunto, citadas pela Bloomberg.

A empresa focada em empréstimos, pertencente ao Digital Currency Group, tem estado em negociações sob regime de confidencialidade com vários credores devido à crise de liquidez.

O Digital Currency Group está sob pressão desde que o "hedge fund" Three Arrows Capital faliu. A situação foi agravada com o "crash" da FTX, onde a Genesis detinha alguns ativos. 

Aliás, em novembro, após a FTX ter pedido proteção contra credores, a Genesis congelou os levantamentos de ativos, para garantir a sua liquidez.

Apesar de estar fora da lista das 50 maiores plataformas cripto do mundo, a Genesis ganhou destaque pela sua parceria com a Gemini, a 10.ª maior plataforma do mundo.

A Gemini tinha uma acordo com a Genesis de forma a poder oferecer aos seus clientes a funcionalidade de emprésimos cripto, o "Gemini Earn".

Em janeiro, a Gemini divulgou uma carta aberta a alegar que a Genesis e sua empresa-mãe, o Digital Currency Group (DCG), defraudaram a Gemini e mais de 340 mil utilizadores do Gemini Earn.

Proteção contra credores: Do "não" ao "sim"

Apesar das dificuldades, a Genesis recusou no final do ano passado a ideia de pedir de proteção contra credores. 

Na altura, o The Wall Street Journal noticiou que a Genesis terá feito uma aproximação à Binance com o objetivo de levantar capital para a unidade de empréstimos, mas a plataforma liderada por Changpeng  Zhao recusou, com receio de um conflito de interesses.

Segundo a mesma notícia, a Genesis também terá realizado uma tentativa com a Apollo Global Management para ajudas ao nível de capital.
Ver comentários
Saber mais Digital Currency Group FTX Genesis Earn Gemini artes cultura e entretenimento economia negócios e finanças Internet economia (geral) media energia macroeconomia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio