Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investidores amadores esfregam as mãos com cheques do "plano Biden"

O cheque de 1.400 dólares que grande parte dos norte-americanos vai receber por estes dias, referente ao pacote de estímulos orçamentais desenhado pela administração de Joe Biden, deverá ser usado por milhões de investidores amadores na bolsa. Nos últimos dois planos de apoio verificou-se uma corrida às ações e criptomoedas.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 17 de Março de 2021 às 16:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
Milhões de investidores amadores nos Estados Unidos estão a esfregar as mãos com a chegada do cheque de 1.400 dólares referentes ao pacote orçamental desenhado pela administração de Joe Biden, presidente do país, numa altura em que se prevê que usem este dinheiro para investir em bolsa, tal como fizeram nos dois planos de apoio anteriores. 

Num grupo na aplicações de mensagens Telegram a que o Negócios teve acesso, onde estão presentes cerca de 100 mil dos 10 milhões de membros do Wall Street Bets, o fórum no Reddit que ficou famoso por ter sido o palco para o "ataque" combinado deste grupo de milhões de investidores a empresas como a GameStop este ano, o tema do dia vai para a chegada destes cheques às contas.

Um dos utilizadores deste grupo restrito, onde cada membro só consegue aceder através de um convite, são várias as mensagens e os conselhos dados sobre em que ações deverão gastar o dinheiro dos cheques. Um desses membros confirmou que ele e os amigos já tinham recebido o cheque de 1.400 dólares e iriam investi-lo em ações das chamadas ações "meme", como é o caso da GameStop.

O dinheiro usado para comprar ações aumentou de forma acentuada quando o cheque dos últimos estímulos orçamentais chegaram à conta dos norte-americanos. Em março do ano passado, quando o primeiro cheque deste género foi distribuído o dinheiro investido em ações através das plataformas de retalho subiu 838 milhões de dólares acima da média. Em dezembro, quando caiu o segundo de três cheques, esse montante cresceu 381 milhões face à média, de acordo com uma nota do Vanda Research, citada pelo Financial Times. 

Segundo esse estudo, cerca de 3 mil milhões de dólares do programa de 1,9 biliões de dólares de Joe Biden serão utilizados para comprar ações nos próximos dias, pelo que é de esperar uma nova corrida a várias empresas que estão na mira deste grupo de investidores.

Num relatório do Deutsche Bank, no mês passado, pode ler-se que dois terços dos investidores com menos de 34 anos pretendem usar o cheque para investir em ações, enquanto que o número de pessoas na cada dos 50 anos a querer investir cai para menos de um quarto. O investimento por retalho corresponde agora a cerca de 20% de o total de ordens realizadas nos mercados financeiros em todo o mundo, segundo o UBS, muito acima dos 8% a 10% que se registavam antes da pandemia. 

As empresas mais referidas são, para além da retalhista de videojogos, a distribuidora de cinemas AMC, ou outras "penny stocks" (ações que valem menos do que 10 dólares) como a Huge, do ramo farmacêutico. Para além de ações em empresas, o foco parece estar também no mercado das criptomoedas.

Só no ano passado, foram transacionadas uma média de quase 11 mil milhões de ações a cada dia, muito acima dos 7 mil milhões de pedidos que eram executados em 2019, de acordo com uma nota do Piper Sandler, que mostra que este número superou os 15 mil milhões em 2021.

Quem também parece ter gostado da chegada destes cheques foi a Robinhood, corretora online, que enviou uma notificação a cada cliente com o título "os estímulos aterraram". 

O "American Rescue Plan" - o nome dado a este plano orçamental - é o maior estímulos que a economia do país vai receber desde o início da pandemia, em que cada cidadão que tenha ganhado menos de 75 mil dólares em 2019 recebe um cheque de 1.400 dólares durante estes dias.

Além desses cheques que serão diretamente entregues à maioria dos norte-americanos (90% das famílias irão usufruir), a 'parte covid-19' deste diploma renova um auxílio extra de 300 dólares semanais a desempregados. Contemplada está também a expansão da dedução fiscal com os filhos, que vai agora até 3.600 dólares por filho, bem como 350 mil milhões de dólares em ajudas locais e estaduais.

Ver comentários
Saber mais Joe Biden Estados Unidos GameStop economia negócios e finanças macroeconomia política
Outras Notícias