Matérias-Primas Trump avisa OPEP: preços altos do petróleo “não serão aceites”

Trump avisa OPEP: preços altos do petróleo “não serão aceites”

Em dia de encontro da OPEP, Donald Trump partilha no Twitter o seu desagrado com os preços que considera “artificialmente muito altos” da matéria-prima. Na reunião do cartel deverá decidir-se a manutenção dos cortes. As cotações estão a cair.
Trump avisa OPEP: preços altos do petróleo “não serão aceites”
Reuters
Ana Batalha Oliveira 20 de abril de 2018 às 13:15

"Parece que a OPEP está de novo no mesmo registo. Com quantidades recorde de petróleo por todo o lado, incluindo navios completamente carregados no mar. Os preços do petróleo estão artificialmente muito altos! Não é bom e não será aceite!", escreveu Trump, esta manhã, na sua conta do Twitter.

Os preços do petróleo têm mantido a trajectória ascendente na sequência dos cortes de produção acordados pela OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), que deverão ser prolongados na reunião que decorre esta sexta-feira na Arábia Saudita. Isto apesar de já terem sido alcançadas as metas de redução do excedente. 


"Nós temos os nossos objectivos, mas não existe uma fórmula restrita que dite que: ‘atingimos zero (excedente), então está terminado", comentou Alexander Novak, ministro da Energia russo, país que é um importante aliado da OPEP. Até agora, o excedente foi reduzido em 97%, nota a Bloomberg.

Com o prolongamento das medidas pretende-se impulsionar o investimento na produção, justificou o ministro da Arábia Saudita para a mesma pasta, Khalid Al-Falih.

Esta sexta-feira o preço do barril nos Estados Unidos está nos 67,89 dólares, uma descida de 0,59%. Em Londres, referência para a Europa, a matéria-prima está a desvalorizar 0,54% para os 73,38 dólares. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI