Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por
Artigos de opinião deste autor

Cultura emprestada

05.11.2020

Como em qualquer negócio, o êxito está na capacidade de oferecer um produto atrativo e rentável, de distinguir as constantes das variáveis para evoluir com o mercado, e de “educar” interesses futuros.

Vale tudo

02.10.2020

A ideia de que o eleitor é uma marioneta é vista como redutora na sociedade moderna, mas as evidências dizem o contrário. O melhor exemplo é Donald Trump, que todos os dias mostra ao mundo como é possível manipular o eleitorado com mentiras que este quer ouvir.

Viajar é regressar

04.09.2020

Portugal é um dos destinos mais bonitos do mundo, desejado por milhões de turistas todos os anos, e com muito para descobrir pelos portugueses. Gabriel Garcia Márquez dizia que “viajar é regressar”. Nesse caso, já chegámos.

Cabrito e Louis Vuitton

07.08.2020

A aquisição de clientes é uma das componentes mais importantes da cadeia de valor do e-commerce e aquela que absorve mais investimento. No caso das marcas que operam na economia digital de venda direta ao consumidor, o custo de marketing pode ultrapassar o de produção.

Comportamentos de consumo

02.07.2020

As diferentes reações dos consumidores, das empresas e dos mercados perante a instabilidade da situação resulta em comportamentos diversos, abrangentes e inclusivos, mas todos sugerem recear um mesmo inimigo, que neste caso é o tempo.

Destruição criativa

04.06.2020

O empresário inovador vai estar particularmente motivado em antecipar este período de adaptação, e se existe um princípio comprovado de disrupções anteriores é o de que o consumidor se adapta rapidamente à nova realidade.

As Novas Ordens Mundiais

08.05.2020

As organizações deverão agir em função da evolução do eixo trabalho-consumo. Por outras palavras, aquilo que as empresas serão no futuro passará pela forma como se relacionam nesta fase de transição com os seus colaboradores (trabalho) e com os seus clientes (consumo).

Sistemas de inteligência

09.04.2020

A teoria é esta: se 100 postos de trabalho numa empresa passarem a 10, vão existir oito empresas concorrentes, financiadas pelo crescimento dos mercados onde a tecnologia se tornou acessível, ao mesmo tempo que novas tecnologias emergem para alimentar futuros mercados.

Publicidade
C•Studio