Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por
Artigos de opinião deste autor

“Trial by (and for the) media” - Parte II

05.01.2021

A verdade, quer se queira ou goste quer não, é que não se pode atuar a pensar no modo como vai ser recebida a atuação. Isso não é soberania, não é dever, não é múnus, não é atuar em nome do povo.

“Trial by (and for the) media” - Parte I

16.12.2020

Pior do que os efeitos de uma coisa é ignorar ou fazer de conta que não há efeitos. Para quem gosta de livros, serve como leitura, e para pensar, “A Honra Perdida de Katharina Blum”.

O estilo Goldilocks

04.11.2020

Não se espera sempre compromisso, sobretudo de quem tem poder, porque o mesmo lhe não foi dado para ter sempre um sorriso satisfeito emoldurado por cachinhos dourados.

Girar de portas, pesos e medidas

05.10.2020

Só espero que seja tendência que venha para ficar, e não um tratamento especial ao doutor Moro, por conta dos seus relevantes serviços passados à “salutar e higiénica causa do bem”.

Lisboa - Marilyn

03.08.2020

Lisboa não é nem nunca foi – longe disso – a mais bela cidade de mundo (embora talvez seja a mais bela das cidades que o não são realmente quando vistas de perto e ao pormenor), mas nos últimos anos quase parecia; a cidade amante, mãe e criança, tudo numa só; a cidade bela e misteriosa, a cidade doce, terna, meio risonha, vagamente triste, a cidade facilmente desejável (ah, como se o desejo alguma vez pudesse ser fácil!).

Nureyev, Nilo Argolo e Falstaff: tipos e tropos em “recursos humanos”

01.06.2020

Pode-se escolher citar e caminhar por onde se quiser, desde os gregos a Freud, desde os gurus anglo-saxónicos até ao bom senso e à batida vivência dos nossos avós, em especial daqueles que têm olho vivo e não vão em cantigas, sobretudo quando cheira a poder ou a desejo dele.

CO(n)VID(a) – Apontamentos de um bota de elástico

04.05.2020

As pessoas precisam de sair, de circular, de interagir pessoalmente (e não falo das que não podem nem pensar em escolher o teletrabalho ...). Não se vive de forma sã e completa numa caverna, mesmo que tenha ecrãs, disfarçando uma espécie de agorafobia coletiva.

O tribunal nos tempos de vírus

06.04.2020

Todavia, como em tudo na vida, há que buscar algum equilíbrio, quer entre a gravidade do risco e os efeitos das medidas para a sua prevenção, contenção e combate, quer entre a segurança aconselhável e a insegurança e a ousadia necessárias.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
PRÉMIOS EXPORTAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio