Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 04 de abril de 2019 às 19:00

Como perder mil milhões em dois minutos

A Tesla está novamente na ribalta. Depois de todos os escândalos provocados pelo líder e fundador da empresa no último ano, agora é a parte operacional que está em destaque. E não é pela positiva.

A empresa fechou o primeiro trimestre do ano com vendas abaixo das estimativas do mercado. Além de ter falhado as previsões, a fabricante de carros elétricos admite ainda que estes números podem ter um impacto negativo nos lucro. Tal como seria de esperar, as ações reagiram de imediato a estas notícias com quedas muito avultadas, com a empresa a tombar mais de 11%. Desvalorizações que estão a pesar no bolso de Elon Musk. Segundo a Bloomberg, em apenas dois minutos, o valor da fortuna do fundador da Tesla encolheu em 1,1 mil milhões de dólares. Cerca de dez mil milhões de dólares da fortuna de Musk é a sua participação na fabricante automóvel, enquanto 13 mil milhões correspondem à posição que controla na Space Exploration Technologies Corp, segundo os valores divulgados pela Bloomberg. Ainda que todos os investidores sofram com a forte correção das ações da Tesla, para o CEO da empresa esta queda tem um sabor bem mais amargo. Mas cabe-lhe a si garantir que a estratégia da empresa é vencedora. Só assim as ações vão subir.

 

Jornalista

pub

Marketing Automation certified by E-GOI