Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

De desenho a “Memorial”: cinco sugestões para o fim de semana

Os números crescentes da pandemia podem deixar muitos espectadores reticentes sobre as idas a salas de espectáculos. Aqui, nestas cinco propostas, há cultura com segurança. Basta colocar a máscara, seguir as regras e aproveitar.

Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 17 de Outubro de 2020 às 12:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

DRAWING ROOM

No princípio, estava o desenho. Esta é a primeira feira de arte contemporânea a realizar-se em Lisboa, com formato físico, após a chegada da pandemia. Como o nome indica, o desenho é o foco da Drawing Room – seja como etapa preparatória da obra de arte ou como resultado final. Até domingo, na Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa, a terceira edição traz 55 artistas e duas dezenas de galerias para descobrir. Um dos destaques vai para o espaço dedicado a artistas sem galeria, escolhidos por Natxo Checa, com a intenção de dar visibilidade a novos nomes da produção artística nacional. Há depois outras galerias internacionais que se juntam a esta mostra através de uma plataforma "online", onde será possível adquirir diretamente as obras de arte sem ter de sair de casa.

 

 

MÁRTIR

Num tempo em que o debate sobre a ascensão dos extremismos é cada vez mais premente, a peça de Maris Von Mayenburg volta a cena. Desta vez, no Teatro Carlos Alberto, no Porto, para abordar as causas e os perigos do fundamentalismo religioso e político. Um jovem socorre-se de uma interpretação literal dos escritos bíblicos para contestar a falta de pudor dos biquínis usados pelas colegas nas aulas de natação ou para se opor à teoria da evolução de Darwin ensinada pela professora. O que acontece depois? O resultado, com encenação do diretor artístico da Companhia Teatro de Almada, Rodrigo Francisco, está em cena neste fim de semana.



MEMORIAL

O festival Temps d’Images está de volta a Lisboa para a 18ª edição, com propostas culturais agendadas até 30 de novembro. Nesta semana, um dos destaques vai para "Memorial", o novo trabalho da coreógrafa e dramaturga Lígia Soares. A ela junta-se Sónia Baptista para uma reflexão sobre o que é este tempo chamado presente e a rapidez com que se transforma em passado. Na sinopse, a criadora diz querer colocar em cena uma "homenagem futura à vida presente" do espectador.


 

ION

As forças microscópicas que regem todas as formas de vida são as mesmas que governam as relações humanas. É com esta base que o coreógrafo grego Christos Papadopoulos, considerado um dos nomes mais inovadores da arte contemporânea, apresenta o seu novo trabalho na Culturgest. O movimento dos bailarinos deixa-se contagiar pelas dinâmicas da própria natureza, como os movimentos dos bandos de pássaros ou dos cardumes. Ingredientes mais do que suficientes para marcar presença, neste sábado, às 19:00.


 

LA WALLY

O Teatro Nacional de São Carlos apresenta esta produção como "o grande destaque da programação" até ao final do ano. Apresentada em versão concerto, a ópera de Alfredo Catalani regressa à sala onde foi apresentada, pela primeira vez, em 1910. António Pirolli é quem dirige o Coro do Teatro Nacional de São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa nesta história sobre paixão, com direito a recusa de um casamento arranjado. Domingo, pelas 16h00, tem a última oportunidade para assistir a este drama musical em quatro atos.

Ver comentários
Saber mais cultura teatro agenda música exposições covid-19 pandemia propostas culturais sugestões culturais Weekend arte
Mais lidas
Outras Notícias