Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

DGS corrige dados e afinal Beja pode avançar no desconfinamento

Beja tem menos de 120 casos por 100 mil habitantes, pelo que o concelho alentejano pode avançar para a terceira fase de desconfinamento, tal como a generalidade do país.

Lusa
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 16 de Abril de 2021 às 10:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Afinal são apenas 10 os concelhos que vão parar (ou andar para trás) no desconfinamento. Isto porque a Direção-Geral da Saúde corrigiu os dados referentes a Beja, que colocam este concelho abaixo do limiar de risco.

 

"A Direção-Geral da Saúde informa que procedeu a uma retificação da incidência cumulativa de COVID-19 a 14 dias por 100.000 habitantes, no concelho de Beja, para o período de 31 de março a 13 de abril de 2021", refere uma nota emitida pela entidade liderada por Graça Freitas, assinando que "a  incidência cumulativa a 14 dias no período referido é assim de 107 casos por 100 000 habitantes".

 

Quando anunciou ontem como se iria processar a terceira fase do plano de desconfinamento, o primeiro-ministro revelou que 11 concelhos não iriam progredir como o previsto. Sete iriam manter as regras em vigor até aqui e quatro teriam mesmo de recuar para as medidas em vigor na primeira fase.

 

Beja estava no lote de concelhos que não poderiam avançar, por estar acima do limiar dos 120 casos por 100 mil habitantes. O comunicado da DGS não o refere, mas com os dados agora corrigidos a colocarem Beja abaixo do limiar de risco, o concelho poderá avançar no desconfinamento.

Fonte do ministério da Saúde confirmou à Lusa que Beja vai prosseguir para a terceira fase de desconfinamento, ao contrário do que na quinta-feira foi anunciado.

 

Com esta alteração passam a 10 os concelhos que não avançam. Seis ficam estagnados e quatro recuam.

Concelhos onde se mantêm as atuais restrições

Alandroal
Albufeira
Carregal do Sal
Figueira da Foz
Marinha Grande
Penela

 

Concelhos que voltam à 1.ª fase do desconfinamento

 

Moura
Odemira
Portimão
Rio Maior

 

Assim, nos municípios de Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior volta a aplicar-se a proibição de circulação entre concelhos. Também as lojas até 200 m2 com porta para a rua voltam a encerrar, tal como as esplanadas, as feiras e mercados não alimentares, os ginásios e também os museus e monumentos. 

Volta ainda a ser proibido a prática de modalidades desportivas de baixo risco e a atividade física ao ar livre até 4 pessoas.

Apenas as escolas e estabelecimentos de ensino superior irão funcionar em pleno em todo o país, mesmo nos concelhos que não avançam para a nova fase de desconfinamento.

Ver comentários
Saber mais DGS Beja Direção-Geral da Saúde Moura Odemira Portimão Rio Maior
Outras Notícias