Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Offshore" de Ilídio Pinho ligada à fundação do empresário

Segundo noticia o Expresso, ao contrário do que afirmou, o empresário Ilídio Pinho teve uma "offshore" no Panamá que funcionou em estreita articulação com a sua fundação.

Ilídio Pinho discursa no lançamento da sua biografia.
Paulo Duarte
Negócios jng@negocios.pt 11 de Abril de 2016 às 18:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O empresário Ilídio Pinho teve uma offshore no Panamá que usava em estreita ligação com as actividades da sua fundação, de acordo com uma notícia avançada esta segunda-feira, 11 de Abril, pelo Expresso.

Escreve a edição digital do semanário que apesar de na sexta-feira Ilídio Pinho ter negado a existência de offshores suas, esses veículos existiram de facto, de acordo com os documentos dos Papéis do Panamá, que nascem de uma fuga de investigação de 11,5 milhões de ficheiros da sociedade Mossack Fonseca.

A Fundação Ilídio Pinho foi criada em 2000, dotada de 50 milhões de euros de contribuições do seu grupo empresarial, a IPS Holding SPGP SA. 

Na sexta-feira, o empresário negou qualquer associação à IPC Management Inc. "Não tenho rigorosamente nada a ver com isso, absolutamente zero", afirmou, salientando o papel da fundação na investigação científica.

Contudo, em 2006 uma offshore no Panamá aprovava a lista de responsáveis autorizados a mexer na conta bancária desta offshore situada nas Ilhas Virgens. A lista era liderada por Ilídio Pinho e incluía além do próprio outros membros do Conselho Superior da Fundação. 

Além disso, prossegue o Expresso, uma factura de 2007 indica que a IPC Management Inc e a Fundação Ilídio Pinho eram, na verdade, a mesma entidade. A factura em causa indica como cliente a "IPC Management Inc. (Fundação Ilídio Pinho)".

Ver comentários
Saber mais Panama Papers Ilídio Pinho Ilhas Virgens Britânicas
Mais lidas
Outras Notícias