Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juncker: "Alemães pensam que são os únicos virtuosos"

"Às vezes acho curioso que a Alemanha se sinta como se estivesse rodeada de pecadores da estabilidade. Nos últimos três anos houve sempre entre nove e 11 países que tinham dívidas públicas menores que a Alemanha", acrescentou Juncker.

Negócios negocios@negocios.pt 08 de Dezembro de 2011 às 09:43
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...
O presidente do Eurogrupo, Jean Claude Juncker, considera que "os alemães pensam que são os únicos virtuosos" no debate sobre o resgate do euro, mas manifesta-se optimista em relação à Cimeira Europeia que hoje começa.

"Às vezes acho curioso que a Alemanha se sinta como se estivesse rodeada de pecadores da estabilidade. Nos últimos três anos houve sempre entre nove e 11 países que tinham dívidas públicas menores que a Alemanha", acrescentou Juncker, que também é primeiro-ministro do Luxemburgo, numa entrevista publicada no Süddeutsche Zeitung.

Para Juncker, "surpreende que os alemães pensem que, como únicos virtuosos, tenham de pagar sempre pelos outros" e "isso não é assim".

O presidente do Eurogrupo acredita que se deve reforçar as regras para o euro e afirmou que, "se isso só possível mediante a reforma dos tratados, contem comigo. Mas exijo que se faça bem e rápido. A reforma deve ser limitada e não pode levar a um debate e ratificação demorados".

Juncker defende uma ampliação dos tratados que afecte todos os 27 Estados.

A Cimeira Europeia, considerada decisiva para a sobrevivência do euro, arranca hoje ao final do dia e termina na sexta-feira.

Ver comentários
Outras Notícias