Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Interpol emitiu "alerta vermelho" para localizar e deter Isabel dos Santos

A Interpol esclareceu esta quarta-feira que foi emitido um "alerta vermelho" para Isabel dos Santos na sequência de um pedido das autoridades judiciais angolanas.

Bloomberg
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 30 de Novembro de 2022 às 20:50

A Interpol emitiu um "alerta vermelho" para a empresária angolana Isabel dos Santos, filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos, confirmou a força policial internacional à Reuters.

O "alerta vermelho" (red notice) constitui um "pedido às forças de segurança locais em todo o mundo para localizarem e deterem provisoriamente uma pessoa para posterior extradição, entregar-se ou uma ação legal similar".

O "red notice" não é um mandado de captura internacional - que a Interpol não emite nestes casos - sendo "uma solicitação de um Estado aos outros, distribuída através da Interpol", esclarece Rui Verde, jurista no Maka Angola.

Assim, na prática, trata-se de um pedido de Angola a todos os países que integram a Interpol para que localizem e prendam provisoriamente Isabel dos Santos.

Após a Interpol enviar este alerta para todos os Estados membros, caberá a cada país decidir, de acordo com a legislação nacional, se irá deter ou não a pessoa em causa e entregá-la.

Os advogados de defesa da empresária angolana tinham negado que esta fosse alvo de um mandado de captura internacional, como tinha sido noticiado pela Lusa a 18 de novembro.

Ver comentários
Saber mais Interpol José Eduardo dos Santos Isabel dos Santos Reuters alerta vermelho mandado de captura Angola
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio