Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Polícia francesa faz buscas na Renault devido a casamento de Ghosn em Versalhes

A investigação está relacionada com a utilização do Palácio de Versalhes para o casamento do antigo CEO da fabricante de automóveis francesa.

Carlos Ghosn
Bloomberg
Negócios jng@negocios.pt 03 de Julho de 2019 às 13:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A polícia francesa realizou buscas na sede da Renault em Paris, no âmbito das investigações judiciais aos atos de gestão do antigo presidente da companhia francesa, Carlos Ghosn.

 

"O grupo Renault confirma que estão a decorrer buscas por parte da polícia francesa na sede da empresa em Boulogne-Billancourt e que está a cooperar totalmente com as autoridades", refere uma nota da companhia francesa a confirmar as notícias que estavam a ser avançadas pelas agências.

 

Ghosn está a ser acusado de má conduta financeira relacionada com dinheiro da Nissan, onde desempenhou a função de presidente executivo durante mais de uma década. Foi entretanto libertado após o pagamento de uma fiança.

 

De acordo com a Reuters, que cita fontes judiciais, as buscas em Paris estão sobretudo relacionadas com a utilização do Palácio de Versalhes por parte de Ghosn para a sua festa de casamento em 2016.

 

Em fevereiro foi noticiado que Carlos Ghosn planeava reembolsar o Palácio de Versalhes por custos relacionados com a sua festa de casamento com a temática Maria Antonieta. Posteriormente o palácio reembolsaria a Renault.

 

A festa de casamento não foi a única realizada por Ghosn naquele local. O gestor organizou uma outra festa em Versalhes, dois anos antes, para comemorar o seu 60.º aniversário. 

 

Após a sua prisão, a 19 de novembro, Ghosn foi rapidamente demitido pela Nissan e pela Mitsubishi Motors, a outra parceira japonesa na aliança. Em janeiro renunciou aos cargos de presidente do conselho e CEO da Renault, que tem o Estado francês como acionista mais poderoso.

Ver comentários
Saber mais Carlos Ghosn Renault Palácio de Versalhes Nissan
Mais lidas
Outras Notícias