Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Orey diz que não paga cupão de empréstimo obrigacionista de 2017

A empresa diz que a decisão se prende com a necessidade de, no âmbito do PER, tratar os credores de igual forma. Além disso, comunicou que pediu esclarecimentos junto do tribunal sobre os prazos do processo de revitalização.

Miguel Baltazar
Negócios 27 de Março de 2020 às 17:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A Orey Antunes não vai pagar o cupão referente ao empréstimo obrigacionista emitido a 29 de março de 2017, justificando-o com a igualdade de tratamento dos credores no âmbito do PER (Processo Especial de Revitalização) que tem em curso, tendo requerido em tribunal esclarecimentos sobre os prazos em vigor para este processo no momento em que o país vive o Estado de Emergência.

"Vence-se, a 31 do corrente mês, o cupão 6 do empréstimo obrigacionista emitido a 29 de março de 2017, estando prevista no PER a reestruturação dos respetivos créditos emergentes. Tendo em conta a necessidade da observação, pela SCOA, no âmbito do PER, do princípio da igualdade de tratamento de credores da mesma classe, a sociedade não irá proceder ao pagamento do referido cupão, na medida em que, se o fizesse, estaria a conferir um tratamento mais favorável relativamente aos demais credores comuns, que são também credores da SCOA no contexto do PER", diz a empresa em comunicado ao mercado, disponível do site da CMVM.

Mais infoma que pediu esclarecimentos ao juiz "sobre o entendimento da suspensão dos prazos do PER", em função do Estado de Emergência por causa da pandemia da covid-19.

Além disso, a Sociedade Comercial Orey Antunes diz ainda que foi prorrogado, no dia 24 de março, "por mais um mês" o prazo inicial dos dois meses para concluir as negociações que estão a decorrer com os credores.
Ver comentários
Saber mais Orey Financial Processo Especial de Revitalização Orey PER Sociedade Comercial Orey Antunes SCOA Estado de Emergência
Mais lidas
Outras Notícias