Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae junta ao seu "armário" a metade da Salsa que lhe faltava

A marca Salsa, que já é detida em 50% pela Sonae, vende os respetivos produtos em mais de 35 países.

Ricardo Castelo
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 10 de Abril de 2020 às 16:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A Sonae Fashion, do grupo Sonae, quer ser dona da totalidade da marca portuguesa Salsa, comunicou a empresa ao mercado. Agora falta o aval da Autoridade da Concorrência.

"A Wonder Investments SGPS comunicou ter exercido o direito contratual de venda à Sonae Fashion de 50% da IVN – Serviços Partilhados, S.A., sociedade que comercializa sob a marca Salsa", lê-se no comunicado que foi publicado na página da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, esta sexta-feira, 10 de abril.

O valor do negócio não foi revelado.

Os 50% que acabam de ser adquiridos pela Sonae sucedem à compra da outra metade do capital, que já tinha sido fechada em 2016. "A Sonae passa a deter a totalidade do capital da empresa", conclui a mesma.

Em 2019, a empresa registou vendas a clientes finais superiores a 200 milhões de euros, obtendo níveis assinaláveis de rentabilidade e de geração de cash flow.

A Sonae considera ainda a Salsa uma marca "de renome internacional" e aponta que os seus produtos são vendidos em mais de 35 países e que mais de 60% do seu volume de negócios tem origem em mercados estrangeiros.

Este anúncio acontece numa altura em que o negócio do retalho de moda da Sonae está a ser fortemente afetado pela pandemia da covid-19, com as suas lojas das marcas Zippy, MO e Salsa fechadas. Os trabalhadores estão em casa e a receber integralmente os seus salários.

Ver comentários
Saber mais Sonae Fashion Autoridade da Concorrência Salsa economia negócios e finanças economia (geral) Informação sobre empresas
Mais lidas
Outras Notícias