Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Air Liquide, Toyota e CaetanoBus assinam parceria para desenvolver cadeia de valor do hidrogénio

O projecto será focado numa primeira fase em autocarros e veículos ligeiros (de passageirtos e mercadorias), para depois evoluir para camiões e outros veículos pesados. 

Negócios jng@negocios.pt 17 de Maio de 2022 às 10:17
  • Partilhar artigo
  • ...
A Air Liquide, a portuguesa CaetanoBus e a Toyota Motor Europe anunciaram esta terça-feira a assinatura de um Memorando de Entendimento com o objetivo de "desenvolver soluções integradas de hidrogénio" como principal combustível para os transportes terrestes. 

Em comunicado conjunto, o grupo das três empresas (onde se inclui a construtora portuguesa de autocarros movidos a gás natural, energia elétrica e também hidrogénio CaetanoBus) dão conta da intenção de desenvolver o uso de hidrogénio verde, produzido a partir de fontes renováveis (como a energia solar, através da eletrólise) ou com baixas emissões. 

A parceria abrange toda a cadeia de valor destes gás renovável: produção, distribuição e infraestrura de abastecimento de veículos de diferentes segmentos. O projecto será focado numa primeira fase em autocarros e veículos ligeiros (de passageirtos e mercadorias), para depois evoluir para camiões e outros veículos pesados. 

"A parceria reflete a ambição compartilhada dos três parceiros de contribuir para a descarbonização do transporte e acelerar o desenvolvimento de ecossistemas locais de hidrogénio para múltiplas aplicações de mobilidade", refere o comunicado, acrecentando que as empresas usarão os seus "conhecimentos complementares".

"Estamos cientes da responsabilidade do setor de mobilidade nesta missão e o nosso objetivo como fabricante de autocarros é desenvolver continuamente novos veículos a hidrogénio, para reduzir a pegada de carbono nas cidades. Se pudermos fazê-lo em parceria para criar um ecossistema completo, melhor será, porque as transições energéticas só são eficazes com um verdadeiro alinhamento entre empresas, países e políticas", disse Patrícia Vasconcelos, CEO da CaetanoBus, no comunicado conjunto. 

A ambição dos três players é criar novos ecossistemas de hidrogénio em toda a Europa, de modo a estimular a procura e facilitar a oferta, no acesso ao gás renovável para outras aplicações de mobilidade.

Além dos postos de abastecimento, vão criar ofertas integradas de veículos (como leasing e outras) para clientes como empresas de táxis, gestoras de frotas, autoridades locais, entre outros.

"A integração de diferentes aplicações e projetos dentro de um ecossistema de hidrogénio, onde a oferta e a procura se encontram, permitirá que a infraestrutura geral deste combustível descarbonizado amadureça ainda mais. Esta iniciativa representa mais um passo no caminho da descarbonização, que é consistente com o foco dos governos europeus", reforça ainda o comunicado.  

"Como solução para reduzir as emissões de CO2 do setor da mobilidade, o hidrogénio verde é um facilitador crucial da transição energética. Estas parcerias são essenciais para criar ecossistemas eficientes na Europa. A Air Liquide está comprometida há mais de 50 anos em desenvolver toda a cadeia de valor do hidrogénio e trará a sua experiência, tanto na produção quanto no desenvolvimento de infraestruturas. Esta parceria ilustra bem a capacidade da indústria de trazer soluções concretas para o combate às alterações climáticas", disse Matthieu Giard, vice-presidente e membro do Comitê Executivo da Air Liquide. 

Também Matt Harrison, presidente e CEO da Toyota Motor Europe, garantiu que "o papel da Toyota é trazer as aplicações de hidrogénio para o ecossistema e intensificar o seu uso como uma solução neutra em carbono para a mobilidade. Isso reduzirá gradualmente os custos do hidrogénio e a sua infraestrutura, melhorando o business case para muitas aplicações futuras, incluindo mobilidade".
Ver comentários
Saber mais Toyota CaetanoBus Memorando de Entendimento transportes hidrogénio verde
Outras Notícias