Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Já nasceu a joint-venture da EDP Renováveis e Engie. Chama-se Ocean Winds

A nova empresa vai focar-se nos mercados da Europa, Estados Unidos e Ásia e deverá empregar 300 pessoas até ao final deste ano.

A carregar o vídeo ...
Negócios jng@negocios.pt 21 de Julho de 2020 às 09:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Já nasceu a joint-venture da EDP Renováveis e da francesa Engie, anunciada em 2019, através da qual as duas empresas vão desenvolver projetos ligados à energia eólica. A Ocean Winds vai arrancar com 200 trabalhadores e deverá chegar aos 300 até ao final deste ano.

As duas empresas anunciaram a criação desta joint-venture ainda em 2019, mas foi só no início deste ano que assinaram um acordo. Em janeiro, a EDP indicava que esta joint-venture, controlada em partes iguais por cada empresa, estaria operacional no primeiro trimestre deste ano, um prazo que acabou por não se concretizar.

Esta terça-feira, 21 de julho, a EDP revela, por fim, o nome da nova marca. "A Engie e a EDP Renováveis anunciam a criação da Ocean Winds, uma joint-venture no setor da energia eólica offshore fixa e flutuante, controlada em partes iguais por ambas as empresas. A nova sociedade será o instrumento de investimento exclusivo para captar as oportunidades de energia eólica offshore a nível mundial e irá tornar-se num dos cinco principais operadores mundiais, ao combinar a capacidade industrial e de desenvolvimento da EDP Renováveis e da Engie", indica a energética em comunicado.

A nova empresa terá sede em Madrid e será presidida por Spyros Martinis, que é também membro da comissão executiva da EDP Renováveis.

"Quando for lançada, a Ocean Winds terá mais de 200 colaboradores e espera chegar aos 300 até ao final deste ano", indica ainda a EDP, sem detalhar quando é que a empresa estará operacional.

A empresa vai operar, sobretudo, nos mercados da Europa, Estados Unidos e algumas regiões da Ásia, "de onde deverá vir a maioria do crescimento".
Ver comentários
Saber mais edp renováveis engie ocean winds edp energias renováveis
Outras Notícias