Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Movimento contra o petróleo no Algarve pede intervenção de Marcelo

A organização MALP (Movimento Algarve Livre de Petróleo) pediu ao Presidente da República para convencer o primeiro-ministro a suspender a exploração petrolífera na região, avançou a TSF, esta segunda-feira, 13 de Junho.

Inês Lourenço/Correio da Manhã
Negócios 13 de Junho de 2016 às 13:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O MALP (Movimento Algarve Livre de Petróleo) pediu ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para convencer o primeiro-ministro, António Costa, a suspender a exploração petrolífera naquela região.


Segundo a TSF, o MALP referiu que se avançar vai assistir-se a um "ecocídio". O movimento já entregou uma carta a António Costa, mas acha que o governante não está a dar a devida atenção ao assunto.


João Manuel Martins, porta-voz do MALP, diz que não a organização não aceita a exploração de petróleo e gás natural na região, porque ela irá destruir todo o ecossistema.


Os responsáveis do MALP acreditam que Marcelo "talvez com maior sensibilidade", possa interceder junto do primeiro-ministro.


Recorde-se que o Governo enviou para a Procuradoria-Geral das República (PGR) o contrato de concessão de exploração de petróleo em terra, quer tinha sido atribuído à Portfuel de Sousa Cintra, mas o MALP quer mais medidas. "Temos já a consulta pública a decorrer até 22 de Junho para um furo ao largo de Aljezur e, em Setembro ou Outubro teremos a exploração de gás pelo consórcio Repsol/ Partex ao largo de Faro", disse João Martins à TSF.


O porta-voz considera "preocupante" que António Costa tenha dito que os contratos são para cumprir. 

Ver comentários
Saber mais MALP Movimento Algarve Livre de Petróleo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa António Costa João Manuel Martins petróleo Algarve Sousa Cintra
Mais lidas
Outras Notícias