Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Back Market chega a unicórnio e entra no mercado português

A Back Market levantou 276 milhões de euros numa nova ronda de investimento, liderada pela General Atlantic, atingindo o estatuto de unicórnio (empresa não cotada e avaliada em mais de mil milhões de dólares). A plataforma expandiu-se a mais mercados, incluindo Portugal.

Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 18 de Maio de 2021 às 14:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Dedicada ao mercado dos equipamentos tecnológicos recondicionados, a francesa Back Market levantou 276 milhões de euros numa ronda de investimento série D, liderada pela General Atlantic. Também entidades como a Generation IM integraram a ronda e os atuais investidores Aglaé Ventures, Eurazeo, Goldman Sachs Growth Equity e daphni.

O montante arrecadado nesta ronda de investimento permite à empresa juntar-se ao grupo de unicórnios europeus, onde o bilhete de entrada é uma avaliação superior a mil milhões de dólares. De acordo com a Back Market, a empresa está agora avaliada em 3,2 mil milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros).

A francesa Back Market pretende expandir-se na Europa e anuncia também a chegada ao mercado português. Na nota enviada às redações, é indicado que a empresa quer "mudar a forma como os portugueses compram dispositivos eletrónicos, tendo como missão fomentar e facilitar o acesso a estes produtos recondicionados".

O mercado de produtos recondicionados tem vindo a ser uma aposta de algumas empresas, principalmente na área dos smartphones. Ao comprar um produto recondicionado, o consumidor está a comprar algo que já foi usado mas que está funcional e foi devidamente testado, a um preço mais baixo. Os produtos recondicionados são avaliados, tendo em conta o estado do equipamento, nomeadamente o exterior. Da avaliação resulta uma nota, atribuída através de uma letra, onde os produtos de "Grade A" têm poucas marcas de uso - sendo esta a nota onde os produtos têm um preço mais alto. Os produtos recondicionados são ainda vendidos com garantia, com a extensão a variar consoante o vendedor.

A Back Market junta diversos vendedores de produtos tecnológicos recondicionados num único site. De acordo com o site em Portugal, estão disponíveis smartphones, tablets, relógios inteligentes e computadores. Os produtos da Apple têm destaque neste site, uma vez que habitualmente são os equipamentos mais procurados na área dos recondicionados. No caso da Back Market, é também indicado qual a percentagem de desconto face ao preço de venda médio do equipamento novo e ainda a longevidade da garantia.

"Os eletrónicos recondicionados já são a escolha mais económica e sustentável e, agora que começamos a eliminar com sucesso a lacuna na qualidade, estamos a preparar-nos para enfrentar o novo mercado de dispositivos de que vale 1,5 biliões de dólares", frisa Thibaud Hug, CEO da Back Market.

A empresa detalha que tem 1.500 vendedores disponíveis na plataforma e 5 milhões de clientes nos mercados onde está presente, como França, EUA, Alemanha, Bélgica, Áustria, Holanda, Reino Unido, Itália ou Espanha. Mais recentemente a empresa expandiu-se também ao Japão, Finlândia e Irlanda, além de Portugal.

A plataforma foi lançada em 2014, por Thibaud Hug de Larauze, Quentin Le Brouster e Vianney Vaute. Conta atualmente com 480 funcionários, distribuídos pelos escritórios que tem em Nova Iorque, Berlim, Paris e Bordéus.
Ver comentários
Saber mais Back Market produtos recondicionados equipamentos
Outras Notícias