Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gigante francesa compra tecnológica do Porto com 600 trabalhadores

A multinacional gaulesa Alten adquiriu a empresa de software financeiro ITSector, que continuará a ser liderado por Renato Oliveira, fundador e até há pouco tempo o maior acionista individual da tecnológica com sede na Invicta.

Toda a equipa executiva da ITSector irá "manter-se em funções", com Renato Oliveira como CEO da empresa. Paulo Duarte/Negócios
Rui Neves ruineves@negocios.pt 14 de Janeiro de 2021 às 14:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Após terem contratado mais de 130 pessoas no ano passado, contando atualmente a ITSector com cerca de 600 trabalhadores, na sua grande maioria engenheiros, os donos da tecnológica portuguesa decidiriam fechar o pandémico 2020 com a venda da empresa ao grupo francês Alten, que se apresenta como líder mundial em consultoria e engenharia tecnológica.

 

À escala mundial, esta transação traduz-se na compra de uma micro-empresa por um gigante do setor - a Alten, que está cotada na Euronext Paris, fechou 2019 com um volume de negócios de 2,6 mil milhões de euros e mais de 37 mil funcionários, dos quais 33 mil engenheiros, estando presente em 32 países.

 

Já a ITSector, que faturou 13 milhões de euros na primeira metade de 2020, mais 25% do que em igual período do ano anterior, com os negócios em duas dezenas de mercados a representar já cerca de metade do total das receitas, tem os seus cerca de 600 funcionários distribuídos por seis centros de competências "nearshore" (prestações de serviços tecnológicos a terceiros), instalados no Porto, Lisboa, Braga, Aveiro, Bragança e Castelo Branco.

 

A tecnológica sediada no Porto conta, ainda, com escritórios nas capitais da Polónia, Alemanha, Angola e Moçambique.

 

"A aquisição estratégica, que foi concretizada no final do mês passado, vem reforçar a presença do grupo Alten no domínio das Tecnologias de Informação, aumentando ainda as competências e a especialização no setor financeiro", enquanto para a ITSector esta operação "representa a expansão de negócios e o fomento do conhecimento nos mercados onde a Alten opera", considera a empresa com sede no Porto, em comunicado enviado às redações, esta quinta-feira, 14 de janeiro.

 

Equipa executiva mantém-se em funções, assim como a marca e a sede em Portugal

 

A Alten irá "manter toda a equipa executiva da ITSector em funções, com Renato Oliveira como CEO do conselho de administração", garante a empresa.

 

Fundador da ITSector, em 2005, e desde sempre o seu presidente executivo, Oliveira era o maior acionista individual da empresa agora vendida ao grupo francês.

 

"A tecnológica nacional garante também que continuará a contar com todos os seus colaboradores", assim como "manterá todos os processos principais da empresa".

 

Mais: "a marca e a sede manter-se-ão também em Portugal", afiança a ITSector, empresa de desenvolvimento de software especializada na transformação digital para instituições financeiras. 

 

Adicionalmente, a empresa portuguesa realça "o conjunto vasto de oportunidades e potenciais sinergias que agora se abrem, incluindo a expansão de negócios e o crescimento do conhecimento da ITSector no que diz respeito à transformação digital do setor financeiro nos mercados onde a Alten opera, bem como a captação de talento em diversas geografias do grupo, promovendo a rotação e a multiculturalidade dos colaboradores".

 

De resto, Renato Oliveira promete que "a ITSector irá manter o seu ADN de empresa inovadora no setor financeiro, dirigindo as suas competências para ajudar bancos e ‘credit unions’ a implementar as suas transformações no digital. Mais do que nunca, e com o efeito pandémico, os clientes das instituições financeiras querem ver as suas necessidades satisfeitas sem ter de recorrer ao contacto físico, e beneficiando de experiências simples, seguras e orientadas ao seu perfil", sublinha o mesmo gestor.

 

"A ITSector prevê, gradualmente, criar e desenvolver uma articulação virtuosa com o grupo Alten nas suas 30 geografias distintas, reforçando as capacidades domésticas em Portugal através dos seis centros de desenvolvimento. Antecipamos uma evolução natural da ITSector para um verdadeiro centro de competências europeu, servindo clientes internacionais nos diferentes continentes, capacidade aliás já demonstrada nos últimos anos, mas doravante inserida numa plataforma global como o Grupo Alten", conclui Renato Oliveira.

 

Tecnológica sediada no Porto torna-se POP

 

Como é que a ITSector chegou à Alten? Oliveira conta que este novo ciclo da tecnológica sediada no Porto inicia-se "após o conselho de administração ter analisado os modelos ‘go-to-market’ que se têm afirmado na prestação de serviços com base em competências, principalmente baseadas em Portugal".

 

Assim, "no seu processo de ‘benchmark’, foram incluídas algumas das empresas globais com filiais em Portugal".

"Colocando estas variáveis em contexto, o conselho de administração e os acionistas da ITSector identificaram um grande potencial em encontrar um parceiro forte e com escala na Europa e nos demais continentes", explica Renato Oliveira.

 

"Depois de um longo processo de avaliação e discussão com diferentes potenciais parceiros, a escolha - mútua - recaiu sobre a Alten", remata, sem revelar o valor da transação.

 

Entretanto, a ITSector "irá concretizar a mudança de instalações nas próximas semanas para o novíssimo edifício do Porto Office Park (POP)", um complexo de escritórios promovido pela Holding Violas Ferreira, num investimento que rondou os 100 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais itsector alten tecnológica software renato oliveira
Outras Notícias