Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oracle confirma que venceu corrida à aplicação TikTok

A empresa confirmou, num comunicado, que vai ser a "fornecedora tecnológica de confiança" da aplicação Tik Tok. Para trás nesta corrida ficou a Microsoft.

A rede social chinesa TikTok está no centro de nova disputa entre Donald Trump e a China.
HAYOUNG JEON/EPA
Negócios jng@negocios.pt 14 de Setembro de 2020 às 15:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
É oficial: a Oracle venceu a corrida à aplicação chinesa TikTok. A informação já tinha sido avançada este fim de semana, mas foi agora confirmada pela própria empresa. O acordo ainda terá de ser aprovado pelo governo norte-americano.

"A Oracle confirma a declaração do secretário [de Estado] Mnuchin de que faz parte da proposta apresentada pela ByteDance [dona da TikTok] ao Departamento do Tesouro durante o fim de semana, segundo a qual a Oracle será a fornecedora tecnológica de confiança" da aplicação, de acordo com o comunicado da empresa, citado pela Reuters. 

Mnuchin disse à CNBC esta segunda-feira que o governo dos EUA planeia analisar o acordo esta semana. "Temos de ter a certeza de que o código é seguro, de que os dados dos americanos estão seguros, que os telemóveis estão seguros", afirmou, notando que esperam discutir a questão com a Oracle nos próximos dias, em conjunto com as equipas técnicas. A TikTok tem mais de 100 milhões de utilizadores ativos por mês nos EUA.

Na corrida estava também a Microsoft, em conjunto com a Walmart, mas a proposta foi rejeitada pela ByteDance. 
"A ByteDance comunicou-nos hoje que não vai vender o seu negócio nos EUA à Microsoft", anunciou a tecnológica no domingo em comunicado citado pela Bloomberg.

A Microsoft chegou a ser vista como a vencedora mais provável neste processo, mas as conversações acabaram por não chegar a bom porto. O Twitter chegou também a ser referido como possível interessado nesta operação.

Foi avançado este domingo, 13 de setembro, que a ByteDance tinha decidido que não vai vender nem transferir o algoritmo subjacente à aplicação chinesa de vídeos de curta duração, seja numa operação de venda ou de desinvestimento.

A empresa chinesa não fornecerá o código-fonte da plataforma, mas a equipa responsável pela tecnologia de base da aplicação nos EUA poderá desenvolver um novo algoritmo, disse o South China Morning Post, citado pela Bloomberg.

De acordo com a fonte do jornal chinês, esta seria uma condição para a venda das operações da TikTok nos EUA.

A proprietária da TikTok, a ByteDance, estava a pedir cerca de 30 mil milhões de dólares pelas operações nos EUA, de acordo com fontes citadas pela Dow Jones. 

Ver comentários
Saber mais Oracle TikTok
Mais lidas
Outras Notícias