Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Recuperação da Orey recebe homologação do tribunal

O tribunal já homologou o plano de recuperação da Orey Antunes que tinha sido aprovado pelos seus credores.

Miguel Baltazar
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 27 de Julho de 2020 às 16:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O plano de recuperação da Sociedade Comercial Orey Antunes (SCOA) já foi homologado pelo tribunal, apurou o Negócios, uma informação entretanto confirmada pela empresa em comunicado, onde diz: "o Plano de Recuperação foi homologado pelo Tribunal competente".

Isto depois de já ter sido aprovado pelos credores no decurso do mês de junho. Ao "sim" dos credores faltava o "sim" do juiz.

A SCOA propôs, no âmbito do PER, um plano de pagamento da sua dívida até 2032, ano em que concluirá o pagamento de 6,488 milhões de euros, o que significa um perdão de 90% dos créditos reconhecidos que ascendem a 58 milhões de euros.

De acordo com o plano, a sociedade espera ter lucros já em 2020, mas por via de um resultado extraordinário no âmbito do PER de 20 milhões. Os lucros seriam, assim, no primeiro ano de implementação – o PER sofreu algum atraso devido à pandemia de covid-19 – de 18 milhões, descendo para um valor abaixo dos 2 milhões no segundo ano, para em 2032 atingir os 4,4 milhões.

A SCOA explica, no comunicado divulgado esta segunda-feira, 27 de julho, que "o plano de recuperação vincula a Sociedade e os credores, mesmo que não hajam reclamado os seus créditos ou participado nas negociações".

Em comunicado à CMVM, a SCOA divulgou em junho que, na assembleia de credores, votaram 73,78% dos créditos totais, tendo-se abstido 26,22%. Assim, votaram favoravelmente ao plano 51,94% dos créditos, e a votação contra teve 21,84%. 

O tribunal já homologou. Entretanto, as ações da SCOA continuam suspensas, de acordo com a CMVM, justificando esperar pela divulgação das contas de 2019 no prazo legal. A sociedade já tinha anunciado que iria adiar a apresentação dos resultados do ano passado por estar à espera da homologação do processo especial de revitalização (PER) já aprovado pelos credores. O que já aconteceu. A CMVM informou esta segunda-feira, 27 de julho, que tinha renovado a suspensão das ações, "na sequência do emitente não ter publicado informação financeira periódica no prazo".
Ver comentários
Saber mais Orey Sociedade Comercial Orey Antunes SCOA PER CMVM
Mais lidas
Outras Notícias