Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ações dos CTT sobem mais de 4% após PS admitir controlo parcial da cotada

Para ficar o maior acionista da empresa de correios, tendo em conta os actuais preços de mercado, o Estado português teria de investir pouco mais de 50 milhões de euros.

LUSA
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

As ações dos CTT reagiram em alta às declarações de João Paulo Correia, vice-presidente da bancada parlamentar socialista, que revelou em entrevista ao Eco que o PS está a negociar com o PCP o controlo público parcial da empresa de correios.

A negociação está a acontecer no âmbito do Orçamento do Estado para 2021, mas a medida poderá acabar por ser concretizada já fora do Orçamento, revelou o deputado. O controlo público dos CTT "não significa nacionalizar 100% do capital", mas sim "adquirir ações" para que o Estado venha a ser o maior acionista, referiu João Paulo Correia.

O Negócios questionou o Ministério das Infraestruturas, que tem a tutela do dossiê, sobre o estado da negociação que está em curso entre PS e PCP, contudo o ministério liderado por Pedro Nuno Santos preferiu não tecer comentários.

Seja como for, o ministro tem repetido ao longo dos últimos meses, tendo-o feito já em novembro, que nesta altura permanece "tudo em aberto" relativamente aos CTT. Certo é que para Pedro Nuno "a privatização dos CTT foi um erro que não acautelou o interesse do povo".


Prossegue ainda a avaliação que o Executivo está a fazer à concessão do serviço postal universal aos CTT, sendo que o Governo não abriu ainda nenhum procedimento concursal, pese embora tenha já encetado conversas com o setor privado sobre o tema, de acordo com declarações do ministro da tutela.

Ainda assim, perante a expectativa de um novo acionista de referência no capital da cotada, as ações dos CTT fecharam a sessão a valorizar 4,06% para 2,435 euros, tendo atingido um máximo desde 20 de outubro nos 2,45 euros. Tendo em conta esta cotação, para assumir o estatuto de maior acionista dos CTT, o Estado teria de investir pouco mais de 50 milhões de euros para ficar com cerca de 14% do capital. Após a valorização de hoje a capitalização bolsista dos CTT aumentou para 365,3 milhões de euros.

"Não será uma medida de grande impacto orçamental", garantiu João Paulo Correia, detalhando que o Governo poderá alienar participações que tenha noutras empresas para financiar esta operação.

Ver comentários
Saber mais PCP PS CTT João Paulo Correia Pedro Nuno Santos
Outras Notícias