Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins mantém PSI-20 em terreno positivo

O principal índice da bolsa de Lisboa está a atenuar as valorizações registadas no arranque da sessão, subindo agora menos de 0,5%. Entre as restantes congéneres europeias, o sentimento é também de ganhos.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 29 de Janeiro de 2016 às 11:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A bolsa nacional está a atenuar a valorização registada no arranque da sessão. O PSI-20 soma 0,15% para 4.985,56 pontos, com 10 cotadas em alta, cinco em queda e duas inalteradas. Entre as restantes congéneres europeias, o verde é a cor dominante depois do Banco do Japão ter surpreendido o mercado e cortado a taxa que cobra aos bancos que depositem fundos junto do banco central para -0,1%, o que está a animar os investidores.

"Não esperávamos uma jogada tão corajosa do Banco do Japão por isso o mercado está animado com essa decisão", disse à Bloomberg Stephane Ekolo da Market Securities em Londres. O espanhol IBEX 35 lidera as valorizações no Velho Continente ao subir 1,43%. O principal índice italiano, o FTSE MIB, é o segundo índice que mais aprecia, crescendo 1,12%. O Stoxx 600, índice de referência, avança 0,76%.

Na bolsa de Lisboa, destaque para as acções da Jerónimo Martins, que somam 2,03% para 12,565 euros. Ainda neste sector, a Sonae aprecia 1,19% para 1,023 euros.

Na energia, a EDP e a REN são os únicos títulos que seguem do lado dos ganhos. A eléctrica soma 0,16% para 3,19 euros. Numa nota de análise a que o Negócios teve acesso, o Haitong considera que as temperaturas demasiado elevadas para o que é normal entre Novembro e Dezembro penalizaram mais do que era esperado a venda de electricidade da EDP. Ainda assim, estes dados não deverão ter impacto nas acções.

A REN soma 0,14% para 2,78 euros. Por outro lado, a Galp Energia desce 1,39% para 10,625 euros numa altura em que o Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações nacionais, está a desvalorizar 0,38% em Londres para 33,76 dólares por barril. A EDP Renováveis cede 0,21% para 7,035 euros.

Na banca, o BCP aprecia 1,60% para 3,8 cêntimos. O banco liderado por Nuno Amado apresenta os seus resultados no próximo dia 1 de Fevereiro e os analistas do CaixaBI, numa nota de análise a que o Negócios teve acesso, datada de 27 de Janeiro, antecipavam que BCP tenha registado prejuízos de 16,1 milhões no quarto trimestre.

O BPI cede 0,39% para 1,016 euros. A instituição já apresentou esta semana os seus resultados e encerrou o último ano com lucros de 236,4 milhões de euros, um resultado que compara com prejuízos em 2014. Os analistas do CaixaBI aplaudiram, numa nota de análise, os resultados apresentados pelo BPI, destacando a subida da margem financeira e das comissões, bem como o desempenho positivo da operação internacional. Mas Angola continua a focar atenções. Já o Haitong, também através de uma nota, salienta que a ausência de uma solução para Angola vai manter BPI "sob pressão".

A Nos soma 0,46% para 6,60 euros.


No sector da pasta e do papel, a Semapa soma 0,32% para 10,90 euros, a Portucel cede 0,07% para 3,03 euros. A Altri avança 0,95% para 3,713 euros.

 

Ver comentários
Saber mais bolsa banca PSI-20 BCP JM
Mais lidas
Outras Notícias