Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa segue ganhos da Europa após declarações de Powell

As palavras do presidente da Reserva Federal estão puxar pelos ganhos das bolsas europeias. Lisboa valoriza pela segunda sessão.

Pedro Catarino/CM
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 29 de Novembro de 2018 às 08:13

A bolsa nacional abriu a acompanhar os ganhos das principais praças europeias, reagindo em alta à expectativa de abrandamento no ritmo de subida de juros nos Estados Unidos.

 

O PSI-20 valoriza 0,57% para 4.898,05 pontos, com 13 cotadas em alta, duas em baixa e três sem variação.

 

As bolsas asiáticas também negociaram em alta, depois dos índices norte-americanos terem fechado a última sessão com a maior subida em oito meses. A contribuir para este sentimento positivo nas bolsas estão as declarações proferidas ontem (já depois do fecho das praças europeias) pelo presidente da Reserva Federal norte-americana. Jerome Powell adoptou uma posição mais branda, o que alimentou a especulação de que o banco central poderá estar mais perto do que se pensa de travar o ciclo de aumento dos juros.

 

O presidente da Fed adiantou que a taxa de juro de referência já está próxima do que considera ser o nível "neutral" (que não impulsiona nem penaliza a economia). Esta perspectiva veio aliviar os receios de um aumento dos custos de financiamento das empresas e dissipam em grande medida as preocupações de que os juros mais altos também levassem a um potencial arrefecimento da economia – por via do dinheiro mais caro. Além de estar a impulsionar as bolsas, estas declarações de Powell estão a pressionar o dólar e os juros das obrigações soberanas dos EUA.  

 

Em Lisboa os ganhos são generalizados entre as cotadas de maior peso no PSI-20. O Banco Comercial Português valoriza 0,86% para 0,247 euros, a Jerónimo Martins soma 0,94% para 10,70 euros e a Galp Energia avança 0,74% para 14,39 euros, numa sessão em que o petróleo também está em terreno positivo.

 

As acções da EDP ganham 0,07% para 3,06 euros e da EDP Renováveis somam 0,99% para 7,685 euros. O consórcio Moray Offshore Windfarm, composto pela EDP Renováveis, Diamond Generating Europe e Engie, fechou contratos de financiamento no valor de 2,93 mil milhões de euros para a construção de um parque eólico offshore de 950 megawatts na Escócia.

 

A Mota-Engil e a Semapa estão entre as cotadas que mais ganham no arranque da sessão, depois de ambas liderarem lista do BPI das que têm maior potencial de valorização na praça portuguesa. A construtora ganha 1,68% para 1,69 euros e a dona da Navigator ganha 1,27% para 14,38 euros.

 

A Sonae é contudo a cotada que mais ganha na abertura da sessão de hoje, com uma valorização de 1,84% para 0,8585 euros.

Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 EDP Nos EDP Renováveis Galp Energia Jerónimo Martins BCP Sonae REN Galp Energia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio